PCP

Por vezes fica a sensação de que a ‘troyka’ que manda no PCP está apostada em perder as eleições. Desta vez, em causa está a escolha que fizeram para a Moita. Ninguém conhece ou sabe quem é; não é conhecido por ter participação activa em iniciativas do partido ou onde quer que seja, sabendo-se apenas que é militante do partido! É provável que a justificação que possam encontrar para justificar a escolha se centre no termo ‘renovar’, mas serão as eleições autárquicas o momento para que se façam apostas em desconhecidos? Dos muitos militantes que contactámos, ninguém nos soube dizer o que quer que fosse sobre o Noel, o candidato para a Moita. A composição das listas tem sido uma surpresa atrás de outra e não se pode dizer que tenham sido escolhas que possam levar a que se pense que há vontade de ganhar o que quer que seja. Quase parece que os três responsáveis pelo partido apostaram em tentar ir à câmara e na manutenção da Junta da Marinha, mas à medida que o tempo passa até isso parece estar a ficar mais distante. Tendo pela frente umas eleições que até poderiam não ser difíceis de ganhar, depois do que foram os quatro anos de inacção do PS, a campanha decorre fraca – o que se pode constatar pelos cartazes espalhados pelo concelho com apenas as caras de duas candidatas – e sem nomes que possam levar a que os votantes habituais do partido possam dormir descansados.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

12 comentários

  1. Até parece que a candidata à Junta da Marinha pelo PS é muito conhecida. E os do MPM à Câmara? Tirando o Aurélio e a Ana não faço ideia quem sejam.

      • Estamos de acordo quanto ao facto de em todas as forças políticas existirem nos mais variados lugares pessoas desconhecidas. Não vejo porque é que isso há-de ser notícia especial na CDU e sobretudo colando isso a uma derrota eleitoral. Por essa ordem de ideias, então também o MPM e o PS (e outros) estão apostados em perder…
        No que estamos, pelos vistos, de acordo é que ninguém conhece a maioria dos candidatos do MPM à Cãmara…Mas isso não foi alvo de comentário especial do amigo Curioso!

        • Caro anónimo. O PCP ou CDU, como queira chamar, é, por tradição, um dos partidos que disputa os lugares de liderança nos diversos órgãos. Os resultados de há quatro anos fazem crer que será entre eles e o PS que a discussão se fará daí que desperte mais interesse saber quem são os candidatos do partido do que de outros. É verdade que muitos dos candidatos dos outros movimento são desconhecidos, mas acha que eles estão, realisticamente, a discutir a conquista desses órgãos? Não nos parece. Daí que a atenção recaia sobre aqueles que podem ter algo a dizer. Se há quatro anos a CDU ficou em segundo na Moita, é normal que seja sobre eles que a atenção recaia! Na Vieira a decisão parece-nos estar mais ou menos tomada e na Moita a discussão seria, na nossa perspectiva, entre PS e CDU. Já na Marinha, a discussão poderá ser diferente uma vez que nos parece que, cada vez mais, o lugar da Isabel pode estar em causa.

  2. Não devemos confundir o facto de ser ou não conhecidos na politica com o facto de serem desconhecidos na actividade politica, terem uma carreira profissional e associativa relevante e com provas dadas,. Acresce ainda o facto de se terem disponibilizado para a participação na politica, num momento de grande afastamento dos cidadãos.
    Estas são as pessoas do MpM que muito terão a dar Pela Marinha e nunca contra nada ou contra ninguém.
    É esta a riqueza da nossa terra que pode albergar cidadãos ligados a partidos e outros que a eles não estejam ligados, numa atitude de cidadania que devemos registar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário