Galo

Sabe-se que nem todos têm estofo para estarem na politica, para serem figuras públicas e para aceitarem as criticas que a eles são feitas. É já público que há dias, num encontro onde estiveram vários candidatos e várias pessoas, o candidato Galo segredou ao ouvido – apesar de mais presentes terem ouvido – de um jornalista que “lá fora” lhe ia à cara! Não sabemos se isso deu origem a alguma queixa por parte do jornalista, mas é um mau principio quando um candidato acha que ‘controla’ a comunicação social com ameaças. Na próxima semana irá haver uma ‘tertúlia’, com debate, onde os candidatos irão poder apresentar as suas posições em S. Pedro e será de esperar que os demais candidatos levem segurança pessoal, não vá o candidato Galo não gostar de alguma coisa que seja dito e comece a correr todos à pancada! Já estamos a imaginar os demais candidatos a abrirem alas para que passe e para que não surjam ameaças de que “lá fora” as divergências politicas sejam resolvidas de outro modo. Imaginação à parte, é mau sinal quando um candidato ameaça um jornalista e um mau princípio para quem diz (e cremos que não serão muitos a acreditar nisso) que vai ser eleito. Tirando o facto de nunca termos conseguido ver o candidato sorrir, muito menos rir, a ideia de que usa a ameaça como argumento não é sequer concebível para quem quer ser um dos representantes do povo.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

1 comentário

  1. – Estamos nas autárquicas, e a comunicação deve atender ao que se pretende com a comunicação. No essencial deve Informar para o exterior e dar conta do trabalho realizado, anunciar opotunidades, sensibilizar para determinadas situações e até prevenir casos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário