AlexandraBECDUIlda

O BE e CDU apresentaram já propostas para que o centro tradicional deixe de ser o ponto morto da cidade. A Ilda avançou com vinte propostas, “algumas com grande relevo temporal ocupação do centro no espaço temporal e territorial, com eventos regulares”. Aposta também em “fazer uso dos instrumentos financeiros do quadro XX-XX que estão a ser desaproveitados como sendo o revitalizar para arrendar; tratar do plano municipal de transportes; dois eventos de grande publicidade para a cidade de larga escala, instrumentos dentro do Aru e do PEDU; colocar o gabinete da Câmara a informar os proprietários e comerciantes e a trabalhar com estes no sentido de se realizarem as candidaturas; retirar as taxas exorbitantes de ocupação do espaço, seja a nível das esplanadas, quer de andaimes”. Lembrou para o facto de “existirem milhões que estão a ficar na gaveta completamente desaproveitados, não sei o que é mais grave, se esse desaproveitamento, se a falta de interesse”. Não tomou ainda posição sobre a questão do estacionamento pago, mas será algo que deverá ser decidido entretanto. Do lado da Alexandra as propostas foram no sentido de ” Promover programas municipais específicos de licenciamento e apoio à reabilitação urbana; Promover acções de informação e incentivos de carácter institucional e financeiro disponíveis para reabilitação do edificado urbano; Apoiar a instalação de serviços públicos; Melhoria e conservação de acessos; Melhoria das condições de segurança; Melhoria do mobiliário urbano; Promover programas municipais específicos de licenciamento e apoio à actividade económica; Promover em parceria com associações empresariais, acções de carácter institucional e financeiro disponíveis para o apoio ao empreendedorismo ou à recuperação de espaços para fins comerciais; Isentar ou reduzir taxas para instalação de esplanadas; Dia de animação promovido pela ACIMG; Implementar medidas de apoio aos proprietários de edifícios do centro histórico para que procedam à sua reabilitação e os coloquem no mercado de arrendamento jovem, residências universitárias, etc.; Criação de uma grande esplanada na Praça Stephens, com mobiliário atractivo e uma intensa oferta cultural ao longo de todo o ano, tendo como parceiros fundamentais as colectividades, associações e clubes desportivos; Promover a “Semana do Vidro” no centro histórico, a realizar em anos intercalares à Bienal de Artes Plásticas; Realização da Bienal de Artes Plásticas no centro histórico, utilizando todos os espaços culturais existentes e as suas ruas enquanto espaço público de criação e fruição cultural; Construção de uma estação de bicicletas para utilização temporária; A eliminação do estacionamento pago, deixando apenas alguns lugares de estacionamento a pagar garantindo a rotação de pessoas; Colocação de toldos amovíveis na zona pedonal do centro histórico, explorando as suas potencialidades também no inverno; Apetrechar as esplanadas com aquecimento de rua tornando-as igualmente convidativas no inverno; Instalação de uma obra icónica a encomendar a um artista marinhense, que seja pólo de atracção de turistas nacionais e estrangeiros”. As candidaturas apostam assim em tirar o centro tradicional da morte lenta que tem vivido, mas fica por saber se alguma das medidas apresentadas, caso sejam implementadas, conseguirão o que se pretende!


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

2 Comentários

  1. Permitam-me que faça uma pergunta: Por onde andaram estas cabecinhas aos longos do últimos quatro anos? Em especial a Alexandra, onde parece que as ideias fervilham e que saiba quando teve possibilidades de as apresentar…não fez!
    Quanto às propostas da Ilda tem razão quando diz “existirem milhões que estão a ficar na gaveta completamente desaproveitados, não sei o que é mais grave, se esse desaproveitamento, se a falta de interesse”. Como é do conhecimento, existe muito município a aproveitar essas verbas para diversos melhoramentos quer do domínio público quer privado.

  2. Não vi qualquer proposta por qualquer dos atuasi candidatos nos últimos anos.. Acordaram agora?
    Cidália: tantos anos na autarquia e?… Não vemos nada de relevante, fundos aproveitados, incentivos ao privado, equipamentos ao público,….. onde esteve?? Ao telemóvel???

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário