AD

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Há minutos o cabeça de lista da AD colocou mais uma questão, desta vez sem o “sim ou não”, que se entende ser uma das ideias que tem para o concelho, caso contrário nem sequer colocaria a questão. Pelo que se pode ler, a ideia do candidato é poder a câmara usar as instalações da antiga Mortensen para um Centro de Dia. Um dos problemas do centro tradicional é a desertificação, a falta de movimento e de vida. Eis que surge a ideia de matar de vez o centro tradicional, colocando no coração do concelho um Centro de Dia! Ou seja, utilizar um espaço que deveria trazer movimento ao centro tradicional para ali instalar um local de repouso e descanso para os que vão avançando na idade é o oposto do que se poderia desejar. É uma ideia que nem sequer deveria ser pensada quanto mais verbalizada! Que se passa com os partidos à direita que hoje parecem ter perdido noção dos pontos cardeais!

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

8 Comentários

  1. Vá lá. Não sugerir que fosse transformado em dormitório para os animais que quer por no parque é uma sorte.

  2. Ó Curioso, não é só a AD que defende isso, o Bloco de Esquerda e a sua candidata também o defendem. Os extremos unem-se. Por um centro de dia num local que deveria atrair pessoas. Só naquelas cabeças.

    • AD e BE contam para alguma coisa em termos de decisão ou de resultados eleitorais? Estão a perder tempo a escrever sobre duas candidaturas mortas à nascença.

      • O tempo da K7 parece continuar bem vivo. As candidaturas da AD e do BE podem não valer de muito, mas se te apanharem meia dúzia de votos já me dou por contente. Entretanto a malta do PC pensava era em arranjar um ringue e fazia-se uma gala de pugilato para escolher o n°2. Bem haja…

    • Caro anónimo. Do BE não tínhamos conhecimento. A ser como refere, o que escrevemos sobre a ideia de uns aplica-se às de outros.

  3. Desta vez o LC foi pouco assertivo (acontece às vezes!…). De facto, apesar desta convicção do líder da AD Ricardo Galo, já ter algum tempo de reflexão, é verdade que quem primeiro veio publicamente defender esta ideia foi a líder do BE em entrevista ao JMG. Mas isto significa 3 coisas:

    1 – Se Partidos com ideologias aparentemente diferentes, têm a mesma convicção, então deve ser uma ideia assertiva. A AD não tem tabu em defender as mesmas coisas que o BE, se for para bem da população;

    2 – A obsessão em desfavorecer os Partidos ditos “de Direita” é tão grande, que agora estou curioso para ver como vão descalçar a bota ao terem que admitir que afinal esta questão dos pontos cardeais não é apenas uma vicissitude da “Direita”, mas também da “Esquerda”;

    3 – A avaliar pelos comentários, parece que para algumas pessoas na Marinha Grande, defender os animais e a população sénior é desprestigiante!… Se assim for, sinto-me honrado por merecer tal desprestígio ao pertencer a um projecto que os defende essas duas causas. Mesmo que venham alguns idiotas úteis com comentários ofensivos e brejeiros, não me importarei e não mudarei…

    • Caro Carlos Romeira. Permita-nos que tentemos explicar o que escrevemos e porque o escrevemos.
      Não tínhamos conhecimento (por falha nossa e porque nos passou essa parte do que foi afirmado) quando escrevemos os textos, que o BE defendia a mesma ideia sobre o Centro de Dia para aquele local. Se tivéssemos, teríamos escrito o mesmo, provavelmente dirigido a ambos (claro que sem a referência ao “sim ou não”).
      Quando fizemos referência a “partidos de direita” tem apenas a ver com três situações sobre as quais escrevemos que, coincidentemente, dizem respeito a partidos de direita. Apenas isso!
      Não temos qualquer obsessão contra ou a favor de partidos de direita ou esquerda. Temos obsessão, se assim quiser chamar, contra o que sejam ideias que entendemos serem desprovidas de sentido ou contra comportamentos não compreensíveis. Calhou, neste caso, virem três situações de um dos lados.
      Naturalmente que entendemos que possam existir ideias partilhadas pela esquerda e pela direita, o que não faz com que sejam, por esse motivo, boas. Não é por dois partidos sem expressão significativa no concelho pensarem igual sobre um assunto que faz com que essa ideia seja boa.
      No que diz respeito à ideia de colocar um Centro de Dia nas instalações que eram da Mortensen, achamos que ela é errada, venha ela da esquerda ou da direita. Pensar em colocar um Centro de Dia no centro tradicional é errado, para não dizermos que é absurdo. Nada tem a ver com a população sénior ou com qualquer ideia de segregação. Tem a ver com a necessidade de revitalizar o centro tradicional que não se pode fazer senão com a criação de um espaço que permita a dinamização do centro tradicional e não apenas com o que é a utilização normal de um Centro de Dia.
      É bom que a população sénior seja defendida pela coligação, apesar dos cortes nas pensões de que foram alvo durante o Governo do PSD mostrarem que essa população não esteve no centro das preocupações do partido, mas não se pode ir atrás dessa defesa apenas por questões eleitoralistas e sem pensar no que é a necessidade do concelho.
      Defender os animais é também bom, mas não será a querer colocar mais animais nos parques ou com ideias não fundamentadas que isso se consegue. Questões como as que têm vindo a ser colocadas nas redes sociais sobre os animais, sobre o Centro de Dia ou mesmo sobre o orçamento sem que sejam fundamentadas e bem pensadas são, com toda a consideração que tais ideias possam merecer, irrealistas e demagógicas. Convencerão alguns, mas não nos convencem.
      Seria interessante que a ideia de defesa do interesse da população sénior fosse feita com conhecimento da realidade local. Defender um Centro de Dia quando o que faz falta são Lares de terceira idade e camas disponíveis, é demonstração do desconhecimento que existe do que se passa no concelho, venham essas ideias da esquerda ou da direita.
      No que diz respeito aos pontos cardeais que fizemos referência, tem apenas a ver com o que referimos: no mesmo dia dois partidos de direita assumem posições que mostram, a nosso ver, uma falta de norte.

Comentários estão bloqueados.