BECDUEleiçõesPCP

A semana passada vimos um cartaz de uma iniciativa do Bloco de Esquerda cá da terra sobre a reabilitação urbana do centro, essa iniciativa realizou-se segunda com casa cheia, desde militantes do Bloco a pessoas anónimas interessadas na tão prometida reabilitação. Porém houve uma ausência que foi notada, o Jornal cá da terra, pelo que conseguimos apurar, deste nem uma justificação para não estar presente.

Ontem esse mesmo Jornal publicaCDU realiza conferência de imprensa sobre o Centro histórico da Marinha Grande: propostas e soluções. Provavelmente era aí que o Jornal estava, mas não, não pode ter sido porque uma foi durante o dia e a outra às 21h.

Esta “Conferência de Imprensa” realizada pela CDU cheira-nos a medida urgente de parecer bem, medida urgente de recuperar terreno, uma medida urgente para tapar buracos… Até à realização da iniciativa do Bloco nada se sabia acerca desta “Conferência de Imprensa”. Andámos à procura e não encontramos nada a anunciar que iria ser feita. Já se sabia que a CDU andava incomodada com a candidatura do PS mas ao que parece a Ilda já anda a incomodar a Alexandra, ou deveríamos dizer o Filipe ou o Zé Luís?

 


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

13 Comentários

  1. Afirmar de animo leve que por causa do ps e cdu o município anda desgovernado há mais de 40 anos, é ser leviano e mal intencionado induzindo em confusão mental os mais distraídos. Ou então não conhece nada da história recente do Concelho.
    O município da M. G. já teve momentos bem altos no que respeita ao desenvolvimento econômico e social. Nessa altura, sobretudo no tempo em que Barros Duarte foi presidente, falava-se bastante desse reconhecimento por parte dos municípios vizinhos. Falava-se até que a MG tinha ultrapassado Leiria, o que provocava alguma “inveja”.
    Saiba que nessa altura eu próprio li num jornal nacional que os salários mais elevados a nível nacional se situavam na MG. Isto diz muito!
    Nos mandatos do Órfão também se fez muita obra de encher o olho, só que deixaram a câmara num estado econômico/financeiro lastimável. Cometeram muitos erros por teimosias. De tal forma que até hoje ninguém mais conseguiu fazer nada de jeito que beneficiasse todos os munícipes.
    Estou à vontade para dizer isto porque não estou ligado a nenhum partido político, mas tenho memória e bom senso para analisar sem preconceito de qualquer espécie o trabalho realizado pelos diversos atores da politica local.
    Vamos lá ser mais verdadeiros, não custa nada e fica-nos bem!

    • Felizmente também tenho memória, mas gostava que explicasse o que fez Barros Duarte para fazer inveja aos concelhos vizinhos? Foi ele que aumentou os ordenados? Foi ele que fez alguma coisa pelas industrias (vidros moldes, plásticos etc.), existentes na M. G.? Diga-me uma obra de referência!
      E o Álvaro Orfão….?

      • A Zona Industrial foi obra do João Barros Duarte?
        A Zona Industrial existe hoje, porque no tempo do mandato do Emílio Rato, o vereador Constâncio conseguiu uma audiência com o Sec. de Estado da Agricultura, Álvaro Amaro e, para além do Presidente, levou consigo vários empresários que queriam investir, entre ele o Sr. Artur Cadima, Vareda Pedroso e outros e mesmo contra a opinião do Eng.ª Eliseu, que chefiava a Circunscrição florestal, conseguiram o que hoje lá está.
        Nos mandatos anteriores ao Emílio, liderados pelo João Barros, só existiam cartas a exigir todos os terrenos, desde o Casal da Lebre até à Moita ” E JÁ “. SEM QUALQUER RESULTADO.
        João Barros foi apenas o empreiteiro que abriu concursos para as infraestruturas.

  2. Já agora apetece-me perguntar:

    Se a proposta do Logrado para o financiamento das colectividades era “oportunista” o que dizer destas?

    • A proposta do Logrado? Não me façam rir, O Santos é que explicou como se fazia a atribuição dos prémios aos atletas em provas. Não há mais nada. E nem isto é do Logrado. Somos burros ou quê?

  3. Nos últimos 24 anos de gestão autárquica 20 anos foram do PS! Por isso não houve alternância. Houve total liberdade para o PS desenvolver o Concelho. Não o fez. Nem sequer soube aproveitar os fundos comunitários. O que de bom se fez foi noutros tempos, os da CDU, sem apoios comunitários mas com boa gestão. Por isso não hesito em votar CDU.

    • Desculpe mas não é verdade, assim de repente vem me à memória o mandato do Barros Duarte de 2005 a 2009. Que nem há 10 anos foi, quanto mais 20!!!! Defender uma causa é uma coisa, mentir para o fazer é outras.

  4. E já repararam que a candidata Dengucho não tem vida própria?
    Sempre com a muleta da Isabel pois se assim não fosse passava em qualquer lado como uma des ilustre desconhecida.
    Uma escolha errada do PCP que tem tudo para ser um fiasco .
    Nesta altura e até porque não tem ideias próprias, copía tudo dos outros

  5. Lá vai o PCP (ou será CDU), fechar mais um “centro de trabalho”! Vai ser muito difícil elegerem alguém! Mas…

  6. A cobertura jornalística das candidaturas denúncia o que há muito se sabia nos bastidores: o JMG/RCM está ao serviço do MpM e faz uma perninha na CDU acreditando que é da coligação destes dois que sairá o próximo Executivo!

    O António José quer ser Chefe de Gabinete do Aurélio ou da Dengucho para finalmente chegar onde sempre quis: à Câmara Municipal! Sabendo que não é pelos votos diretos que algum dia lá chegará!

Comentários estão bloqueados.