+ ConcelhoEleições

Hoje pode dizer-se que o Logrado ‘armou barraca’ em frente à câmara 🙂 . Desde cedo ali estão na recolha de assinaturas. Como achamos que todos devem ter a oportunidade de ir a votos e que a necessidade de os movimento estarem a recolher assinaturas para que possam candidatar-se é uma exigência sem sentido, demos (ainda não todos) o nosso contributo. Não deixa de ser estranho quando se ouvem alguns munícipes «gabarem-se’ de que não assinam para A ou B ir a votos! Qualquer movimento deveria poder sujeitar-se ao sufrágio popular sem ter que andam na ‘humilhação’ de recolher votos. Concordar que um movimento possa ir a votos nada tem a ver com o voto que depois se vai descarregar na urna. É, por isso, estranho quando se vê munícipes recusarem por a sua assinatura sem que seja com o fundamento de que já a deram a outro movimento.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

4 comentários

  1. Como diz o sr. José Alves: “Questão porventura diferente é a de se saber se a legitimidade anterior se poderia manter.”
    Eis o busílis da questão. Se os movimentos recolheram há quatro anos as assinaturas necessárias para os legitimarem, porque não manter essa legitimidade?
    Tudo parece ser feito para perpetuar os partidos no poder. A quem é que isso interessa?
    O que tenho ouvido dizer é que quem assina por um movimento, não pode assinar por outro.É isto verdade?

  2. Esse é o problema! Os movimentos têm que fazer todo o processo de novo, desde a recolha das assinaturas…para se voltarem a candidatar.

    O Aurélio como presidente da associação dos movimentos independentes que se candidatam às eleições autárquicas, já levou o assunto ao presidente da republica com quem reuniu …!

    • O Aurélio, com a posição de destaque que ocupa na associação, o que é que conseguiu? Reuniu com o presidente e não teve argumentos para o convencer que os movimentos que já tinham concorrido a eleições em 2013, também tinham percorrido o caminho da recolha de assinaturas que os legitimava? Se a associação não consegue defender um posição justa, para que é que serve a associação?

  3. O José Alves está preocupado com o facto de a democracia, embora com grandes deficiências, ainda funcionar qualquer coisa e permitir candidaturas independentes.
    Os partidos têm vantagem porque mesmo com 100 ou 300 votos não precisam de recolher assinaturas.
    Para o seu partido seria melhor não haver esses incómodo de haver muitas listas a concorrer.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário