Aprovado

Curioso+ Concelho, CMMG, Saúde20 Comentários


Ontem, na reunião de câmara, foi aprovada por unanimidade uma proposta do Logrado que visa solucionar os problemas sentidos pelos utentes da Vieira no centro de saúde. A proposta vai ao encontro daquilo que são os interesses dos utentes e, como é lógico, foi aprovada por todos. Ficam, no entanto, duvidas no ar sobre como irão conseguir por as medidas em prática. Resumido em poucas palavras, o que ontem os eleitos decidiram foi fazerem uma ingerência no que são competências da ARS, quer no que diz respeito à sua forma de funcionamento, quer no que diz respeito ao pessoal que está afecto aos seus serviços. Parece-nos que, ainda que tenham tido boa intenção, pouco irão conseguir porque o que decidiram mais não foi do que a intenção de estabelecer protocolos e, como se sabe, estes só acontecem se a ARS quiser! A sala ficou composta depois do que foram os convites enviados pelo + Concelho para que estivessem munícipes nas reunião, para além dos tradicionais apoiantes e candidatos, e notou-se que muitos munícipes vieram da Vieira para assistir. Até o ex-candidato a presidente lá estava ao nosso lado! Foi a forma de ‘entalar’ o Vicente a aceitar e a ter que votar a favor. Notou-se o desconforto em ter que aprovar aquela proposta ainda mais porque a vereadora com o pelouro nada tem conseguido que seja visível para o utilizador normal daqueles serviços. Mas a decisão está tomada e agora resta saber até que ponto conseguirão que a decisão não passe de uma mera intenção de fazer alguma coisa! Assim, à primeira vista, parece ser apenas uma decisão que poderá dar votos, mas que na prática pouco conseguirá. Esperamos estar errados.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

20 Comentário em “Aprovado”

  1. Avatar

    Se mais provas fossem necessárias, este post dispensa-as a todas.
    O “Macaco” transcreveu, quase na íntegra a posição do Aurélio, que durante a discussão argumentou que a Câmara não podia mandar na casa dos outros, o que significa que, por ele, todos os munícipes e fregueses da Vieira que se movimentaram para obter aquilo que o + Concelho concretizou em deliberação, andaram a perder tempo, porque só têm que ficar quietos, porque quem manda é a ARS.
    Por aquilo que ouvi, a Câmara, dando voz aos Vieirenses, não está a exigir nada demais.
    Pequenas alterações de horário do pessoal, clarificação da posição da médica que há anos está provisória, alargar o horário para pedir receitas até à hora de expediente e acções de formação do pessoal, para melhorarem o atendimento e aumentarem a eficácia, prestando-se até a Câmara a suportar estes custos.
    Registei o acto de cobardia do Aurélio, que acabou por votar a favor uma deliberação com que não concorda, porque, para ser coerente, o MpM “FARIA DIFERENTE”, O QUE, NESTE CASO, QUER DIZER NÃO FARIA NADA.

    1. Curioso

      Caro anónimo. O que todos aprovaram faz-nos lembrar as exigências de alguns partidos para que se fizesse a renegociação da dívida com a Troika. Quererem mandar na casa dos outros não nos parece que vá funcionar, tanto mais quando se conhece a história. Se o PS, que é Governo, não conseguiu ainda nada, será que irão agora? Esperemos que sim, para bem do concelho.

    2. Avatar

      Não entendi bem porque também não conheço a proposta. Aprovaram na câmara a alteração de horário de atendimento de um serviço que não está na dependência da câmara? Foi isso? Ações de formação de funcionários que não são da câmara? Foi isso? Anda tudo doido? Como vão fazer isso?

      1. Curioso

        Caro anónimo. A proposta era a que transcrevemos, que foi aprovada com pequenas alterações.

        «1 – A marcação urgente de uma reunião no Gabinete de Apoio ao Utente, liderado pelo Dr. Pego Figalho, com a participação dos responsáveis regionais da saúde, convidando dois elementos da Comissão de Utentes da Vieira para estarem presentes, bem como os vereadores que manifestem vontade em participar, para se fazer o ponto da situação e calendarizar as medidas a tomar.
        2 – Solicitar a passagem a médica efectiva da Dr.a Ana Martins, por forma a poder assumir-se como médica de família.
        3 – Solicitar que sejam desfasados os horários das três funcionárias do Posto Médico, de forma a garantir presença continua de funcionário em serviço das 8 às 20 horas.
        4 – Solicitar que as receitas para o dia possam ser pedidas até ao limite do horário de funcionamento do Posto Médico.
        5 – Estabelecer um protocolo entre a câmara municipal e os organismos que tutelam a saúde com vista à resolução imediata de todos os problemas dos postos de saúde do concelho.
        6 – Estabelecer um protocolo entre a câmara municipal e os organismos que tutelam a saúde com vista à elaboração conjunta de um Plano de Saúde Municipal (PSM), extensivo às três freguesias, a estar concluído no prazo máximo de um mês.
        7 – Estabelecer um protocolo entre a câmara municipal e os organismos que tutelam a saúde com vista à disponibilização imediata, no portal da câmara municipal, da disponibilidade diária de consultas e da marcação online de consultas. 
        8 – Avançar com a exigência de uma acção de formação de 12 horas, dirigida aos funcionários dos três Postos Médicos do concelho, com o objectivo de melhorar o seu desempenho em:
        – Motivação e atendimento.
        – Higiene e segurança.
        – Informática.
        – Gestão documental.
        9 – Se a ARS não se manifestar disponível para suportar os custos da formação dos funcionários, a CMMG. deverá celebrar um Protocolo com essa entidade, para assumir essa despesa, dentro do enquadramento legal a definir. A estimativa desta despesas é inferior a 10000 Euros.
        10 – A CMMG. assumirá os custos de adaptação do portal da câmara municipal, de forma a dota-lo das capacidades de “disponibilidade diária de consultas” e da “marcação online de consultas”, referidas na alínea 4 e garantirá que o mesmo estará operacional num prazo máximo de um mês. A estimativa desta despesas é inferior a 10000 Euros.
        11 – As despesas resultantes dos protocolos a celebrar e a cargo CMMG serão cabimentadas por uma alteração ao orçamento a deliberar na reunião do executivo imediatamente após a assinatura do protocolo.»

    3. Avatar

      Não conhecia o texto. Agradeço.
      Demagogia pura e simples. Andam há anos para por a bilheteira da casa da cultura a funcionar, não conseguem por as senhas dos almoços online e querem fazer marcações de consulta online no portal da câmara. Andam a brincar com coisas sérias. Um mês para fazer isso? Não gozem.
      Já estou a imaginar o que vai sair a seguir. “Nos propusemos uma solução”. Não vão dizer é que é apenas uma medida demagógica e irrealizável.
      Como vão articular as marcações que querem por a ser feitas no portal da câmara com as que são feitas no que já existe do ministerio da saude?

  2. Avatar

    Mais um nonsense do mais concelho… que é aprovado porque sim. Como bandeira vale zero e é facilmente desmontada.

  3. Avatar

    O Vicente esteve bem.
    Não votou contra como eles esperavam. Sabiam bem (se não sabiam … é ainda mais grave) que não era realista nem possível, fazer o que propunham.
    Levaram aquelas pessoas para pressionar e fazer parte do espectáculo popular nunca visto.
    As pessoas da Vieira não são parvas nem manipuláveis.

    1. Avatar

      Concordo. Agora deviam obrigar o Logrado a executar o que porpôs. Demagogia e populismo. Já quando foi o PEM não conseguiu fazer nada e nunca disse a ninguém que se não foi feito não foi por falta de meios. Nunca disse que a câmara já tem o software que a câmara de Leiria tem e outras têm so que não foi nada posto em andamento. Andou com reuniões e mais reuniões para fazer aquilo que a câmara já tem há muitos anos pronto a ser executado.

    1. Avatar

      Até onde vai a baixeza da mente humana! O Largo é isto, muito por culpa de quem o comanda.
      Senhor Curioso, seja ético e não diga mentiras. Apresente uma ideia do seu mentor que fosse apresentada em Reunião de câmara para resolver alguma coisa.
      Deixe-se de ataques!
      Na sua mente está um único objetivo: Deitar abaixo o PSD e o +Concelho. Pensa que se os abater com os seus comentários o seu candidato vai ganhar a Câmara. Fie-se na Virgem e não corra e depois verá o que lhe acontece.

  4. Avatar

    “…o que decidiram mais não foi do que a intenção de estabelecer protocolos e, como se sabe, estes só acontecem se a ARS quiser! ”
    Aqui é que o Curioso se engana. A ARS pressionada pelos populares que reivindicam o que é justo, parece-lhe que tem condições para “fugir com o rabo à seringa”?
    O povo em força reivindicando um direito que é ter médico quando necessita (é também para isso que todos pagamos impostos), não tenho dúvidas que conseguirá os seus objectivos legítimos. Dizer-se que é mandar na casa dos outros é errado porque quem está na ARS não é mais do que um servidor público, que hoje ocupa um lugar e amanhã pode já não o ocupar.
    Se todos reivindicássemos em força, não haveria milhares de portugueses sem médico de família.
    Um povo que é mole acaba espezinhado e “engolido” por passarões.
    Agradecemos ao Logrado e ao seu grupo que demonstrou uma enorme força mobilizadora. É de pessoas assim que os munícipes precisam

    1. Curioso

      Caro TLDS. Desejamos, do fundo do coração, que esteja certo, mas porquê só agora esta mobilização, a três dias da apresentação da candidatura? E as propostas são exequíveis?

  5. Vilas

    «1 – A marcação urgente de uma reunião no Gabinete de Apoio ao Utente, liderado pelo Dr. Pego Figalho, com a participação dos responsáveis regionais da saúde, convidando dois elementos da Comissão de Utentes da Vieira para estarem presentes, bem como os vereadores que manifestem vontade em participar, para se fazer o ponto da situação e calendarizar as medidas a tomar”

    Acho estranho não fazer parte desta “hipotética” reunião de um membro f«da Junta de Freguesia…
    Se calhar sou só eu…! E marcar consultas no portal da câmara… quem quem inventou essa? Só par rir…

  6. Avatar

    É uma proposta do grupo do Logrado, bem vinda. Independentemente de ser do +Concelho ou de de outro grupo qualquer, o que gostaria de ver era o enaltecer da mesma e de outras que aparecessem para bem de todos os munícipes
    As propostas dos grupos ou dos partidos, até podem nem ter os resultados pretendidos, mas, pelo menos servirão para que quem manda tome consciência que os cidadãos e os seu representantes (os eleitos) estão atentos e não vão deixar que o assunto morra.
    Se todos tomarmos como certo que quem decide nada fará, então é que nada se fará mesmo.
    Todos sabemos que os caminhos se percorrem dando o primeiro passo.
    Em vez de críticas claramente políticas, que se apresentem ideias para melhorar a proposta do Logrado. Era isso que eu gostava de ver para bem de todos.

    1. Curioso

      Caro anónimo. Tal como pode ler, nós achamos que todas as medidas que possam ajudar os munícipes são bem vindas. A questão, neste caso, é a de se ver até que ponto é realista e exequível o que aprovaram. No papel tudo se pode escrever, a aplicação é que gostávamos de ver ser explicada.

      1. Avatar

        Tudo se começa a partir de zero.Toda a evolução humana só foi possível porque o homem pensou nela e é algo infinito. Primeiro pensa-se , depois projecta-se e a seguir executa-se. Naturalmente que a ideia foi pensada como exequível antes de ser apresentada. A proposta parece-me boa e, como lhe disse, o que eu gostava de ver era todos os políticos a pensarem no que é bom para os munícipes e porem de lado os interesses pessoais.

        1. Curioso

          Caro anónimo. Também foi pensado ir com homens a Marte, foi projectado mas está ainda por executar. Podendo ser uma comparação estranha, parece-nos que mais rapidamente se conseguirá colonizar Marte! Há que não esquecer o que na proposta é irrealizável.

      2. Avatar

        Vamos por partes.
        A população da Marinha Grande e da Vieira, em particular, estão mal servidas pelos serviços de saúde.
        No caso do Posto Médico de Vieira de Leiria, face ao acumular de queixas, a população resolveu saír da posição que o Curioso e o seu protegido Aurélio defendem e que é na Saúde manda a ARS e a população acata, e, num gesto de vigoroso protesto, reúnem-se em plenário no Auditório da Junta que foi pequeno para albergar tanta gente e discutem aquilo que está mal e os afecta no seu dia a dia, concluindo com um conjunto de reivindicações que levaram ao responsável do Gabinete de Apoio ao Utente, que os recebeu, percebeu que eram situações de solução relativamente fácil e prometeu tomar medidas no prazo de 15 dias e não fez nada.
        Nestas circunstâncias, em que está em causa a defesa das condições de saúde e qualidade de vida dos Vieirenses, o que deveria ter feito a Junta de Freguesia e a Câmara Municipal?
        Na minha perspectiva e sou só um vieirense anónimo, era contactar os elementos da Vieira que encabeçaram o movimento de protesto e assumir, INSTITUCIONALMENTE, aquelas exigências.
        Foi isso que fez? Não.
        A Junta fez? Não
        Os partidos da oposição, especialmente aquele que diz sempre que faria diferente, procurou saber o que se passava e por-se ao lado da população? NÃO.
        O +Concelho fê-lo. Falou com as pessoas, percebeu que com soluções simples se poderiam resolver a maioria das queixas e não fez mais do que a sua obrigação. Perante a inércia da Câmara e da Junta, apresentou uma proposta de deliberação, em que a acção da Câmara será PROPOR; PROPOR; PROPOR; CELEBRAR PROTOCOLOS; ASSUMIR PARCIALMENTE OU TOTALMENTE OS CUSTOS, etc.
        Isto é mandar na casa dos outros?
        Isto é irrealista?
        Percebo que o Aurélio tenha engolido um sapo do tamanho dele e que o Vicente tenha votado a favor por oportunismo político, para logo a seguir pedir aos juristas da Câmara que façam um parecer à medida para justificar que tudo fica na mesma.
        É assim que tem acontecido e, lamentavelmente, parece-me que é assim que vai acontecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address