CMMGPCPVitor

Há pouco começou a discussão da revisão do orçamento. Como a semana passada tínhamos escrito, o Vítor declarou-se impedido para discutir o assunto e saiu da sala, como é normal em situações semelhantes. Confirma-se tudo o que a semana passada se escreveu sobre o impedimento e eventual incompatibilidade de funções. A partir de agora, a menos que o Santos vote contra e os eleitos pelo PS não queiram que a sua proposta vá para a frente, a revisão irá ser aprovada. Daqui para a frente será de prever que situações semelhantes irão surgir e as declarações de impedimento serão recorrentes.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

6 comentários

  1. Com o Vítor impedido restam 6 votos.
    Sendo que o Santos vota a favor, se os restantes 3 da Oposição votarem contra, teremos um empate!
    Agora, das duas uma: ou o Paulo Vicente tem de usar voto de qualidade ou algum da Oposição vai-se abster para deixar passar a proposta de revisão.
    Eu apostaria nesta última hipótese, e quase de certeza que é a Alexandra quem se vai abster!

    A ver vamos!

    • Caro anónimo. Onde leu que tenhamos escrito que foi impedido? Tanto quanto podemos ler, está a negrito que se declarou impedido!

  2. Quem não se sente não é filho de boa gente. Apelos à unidade varre-os o vento. O Vitor pela sua experiência e trabalho em prol do colectivo merecia mais atenção. Mas é a vida e apenas a conhecemos na adversidade. Força companheiro.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário