E os outros?

CuriosoCMMG, JFMG8 Comentários


A Feira do Livro foi inaugurada e, se por um lado a Isabel tem motivos para estar contente, por outro viu-se o semblante triste, tristeza que não conseguiu disfarçar na inauguração. E compreende-se o motivo! Apesar de todos os vereadores terem recebido o convite para estarem presentes, apenas um apareceu! Sentiu-se o incómodo quando teve que convidar para a mesa o único vereador presente e na plateia não viu a vereadora candidata (apesar de no dia seguinte já aparecer nas fotos porque veio cá um autor nacional) nem mesmo o vereador do seu partido, apesar de na plateia estava o núcleo central do PCP. Mas a ausência não se fez notar apenas ao nível dos eleitos do PCP. Também o Vicente não esteve, nem mandou quem o representasse, nem a Cidália apareceu numa iniciativa que até tem a ver com o seu pelouro. O Logrado estava em reflexão e também não pôs lá os pés (apesar de saber há muito a data que o evento ia ter lugar, optou por marcar uma reflexão para o mesmo dia!). O santos também optou por não ir. Sem explicação para as ausência, apesar se pode presumir os motivos que levaram a que não aparecessem. O Vicente deve ter andado atrás do Papa, à espera de alguma benesse eleitoral para o seu partido, e a Cidália… bom, essa ninguém sabe onde andou, mas a ausência pode ser entendida como o desejo de não querer estar presente numa iniciativa que pode dar votos à Isabel. O Vítor não deve ter aparecido por estar ainda sentido com o que o partido tem feito e o Santos deve ter ficado ao pé do telefone à espera de alguma chamada do PS! Sejam quais forem os motivos, não tendo sido necessários para que a Feira tivesse início, notou-se a sua ausência. Se a Isabel está de parabéns, os eleitos para a câmara dever-lhe-ão uma explicação para o facto de terem estado ausentes.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

8 Comentário em “E os outros?”

  1. Ernesto Silva

    Bons tempos quando os jovens no SOM por cima do Benjamim deitavam mãos a tudo para uma maior divulgação da leitura e do facto que representava passado cerca de 1 mês fazermos uma análise ao acaso de um dos livros mais lidos. O tema era discutido abertamente. O mesmo era feito quando foi lançado o Expresso e o mesmo era lido colectivamente e onde as opiniões eram discutidas. Lamento que a Junta de Freguesia tenha obtido como sinal o distanciamento, seja ela presidida pela força que for. Mas isto é assim quando cheira a colectivo muito deixam de aparecer par não serem conotados pelo colectivismo da força que actualmente domina a Junta de Freguesia. Como eu os compreendo, uns por não quererem estar presentes os outros por sentirem a ingratidão. Para a JF da Marinha Grande a minha solidariedade.

      1. Avatar

        Este blog está um emplastro, nunca conseguimos responder onde queremos. Configurem esta cena de uma vez por todas

        1. Curioso

          Caro anónimo. Basta clicar no “Responder” que aparece abaixo de cada comentário, como aparece na imagem, que o comentário será colocado como resposta ao que queira comentar.

  2. Avatar

    Acho que a Isabel não teve qualquer incómodo ao chamar para a mesa o Aurélio. Chamou porque quis! Quanto ao resto, hoje foi a inauguração/sessão de abertura da Semana do Empreendedorismo. A única vereadora da oposição presente foi a Alexandra. E ontem, na Feira do Livro, ainda em que a Aalexandra também esteve presente. Vir cá um autor nacional da craveira do Moita Flores e não estar mais nenhum vereador para com ele dialogar é muito triste. Onde estava o Aurélio, o Santos, o Logrado, o Vitor, o Vicente e a Cidália?

  3. Vilas

    É triste, muito triste!
    Numa das poucas (talvez a única), actividade literária levada a cabo na Marinha Grande …primaram todos pela ausência!
    Além de ser, na minha modesta opinião, uma falta de respeito para quem organizou e pôs de pé o evento, é uma enorme falta de sensibilidade artística e cultural.

    Será que teriam participado se houvesse comes e bebes? Who knows?

    https://www.google.pt/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwiXvfnatvLTAhUL2RoKHf-9DUgQjRwIBw&url=http%3A%2F%2Fwww.noivadodia.com.br%2Fplanejando%2Fcomo-escolher-o-buffet-do-casamento%2F&psig=AFQjCNHQxVnHYtnxW3xhvS0BzFP03scs5g&ust=1494955841403889

  4. Avatar

    De facto só lá esteve um vereador e quem havia de ser? O Aurélio, pois claro! Já alguém aqui lhe chamou “emplastro” porque está em todas como aquele fulano que faz tudo para aparecer nas televisões quando os jornalistas estão no terreno. Faz o papel que lhe compete como candidato a presidente, ter visibilidade. Grande Aurélio, dá cartas e mais cartas. Apareceu como independente em 2013 para conquistar o eleitorado que não se revia nos partidos, mas tenho estado a pensar que já havia um movimento com as mesmas intenções e porquê dois movimentos independentes?

    A Isabel quer protagonismo e por isso nem os seus colegas de partido lhe fizeram companhia, Refiro-me à Dengucho e ao Vítor. Que grande desfeita ó Isabel!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address