CMMG

Como era previsível, a reunião de hoje teve um assunto que não podia deixar de ser discutido. O Pacto Territorial que amanhã o Costa vem assinar deu que falar. A discussão centrou-se no facto de o Vicente ir assinar um documento que traça as linhas gerais do concelho até 2030 sem que isso tenha sido discutido por toda a câmara, ou seja, por todos os vereadores. Era o que se previa. Uma vez mais o Vicente fez tudo à última da hora, à pressa e deu no que deu. A oposição teve oportunidade de o ‘atacar’. Como já ontem se podia ler num texto do Pedrosa, a vinda do Costa aqui à terra não é mais do que uma acção de pré-campanha que o partido preparou com a desculpa da assinatura de um documento que ninguém conhece. A transparência que deveria existir na elaboração de tão importante documento ficou estilhaçada pela forma apressada e sem discussão com que tudo foi feito. Apesar de ter sido defendido que o acto é inválido, ele é, acima de tudo, um acto de prepotência por parte de quem quer, sozinho, governar a câmara. O PS teve 4745 votos e a oposição, em conjunto, 9862. Por acção do Vicente e da Cidália quase 10.000 munícipes ficaram sem voz na discussão do documento e do futuro do concelho. A dias do 25 de Abril, é sintomático da forma como tem vindo a ser gerida a câmara e a terra e de como têm sido desvirtuados alguns conceitos que tínhamos por adquiridos. Se a nível nacional o Costa conseguiu por a funcionar a ‘geringonça’ que agrega um conjunto de partidos que, não tendo nenhum dele tido a maior votação, conseguem em conjunto ter a maioria dos votos, aqui o Vicente pôs a funcionar tudo ao contrário! O Vicente, tendo menos votos que todos os outros, faz o oposto do que o Costa faz, agindo como a ‘caranguejola’ e decidindo sozinho o futuro do concelho para os próximos anos. Pode ser que amanhã o Costa lhes dê umas aulas de como gerir situações complicadas quando não se tem a maioria.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

3 comentários

  1. Uma fantochada para enganar eleitores…O Costa tinha que cá vir dar uma mãozinha à Cidália. Mas também não podia vir a troco de nada! Então, esperteza saloia do PS, decidiram ir buscar um documento com 20 anos, dar-lhe uma cosméticazinha e dá-lo a assinar ao Costa! Mas esta gente do PS pensa que engana quem?

  2. Meus caros… caríssimos escribas, façam -me um favor… digam qual é que foi a Câmara que conseguiu gerir os seus diversos destinos em todo o território Nacional simplesmente com dois vereadores em sete? Mais consenso do que houve não era possível. Poderia correr melhor? Talvez… mas não deixaram! Dentro do possível o Partido Socialista fez o que mais ninguém era capaz de fazer, disto tenho a certeza.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário