AlexandraAMAnaAurélioCMMGNelsonTelmoVitor

Há que saber separar o trigo e o joio no que diz respeito à política e aos políticos. Hoje enviámos umas dezenas de emails chamando a atenção para o problema que existe no Centro de Saúde. Mandámos para os autarcas, para os jornais, televisões e muitas outras pessoas que conhecemos. Reconhecemos que receber um email enviado do nosso endereço poderá não despertar muita atenção e poderá até ser logo enviado para o lixo. É nesta parte que vem a necessidade de distinguir aqueles que são uns ‘gentleman‘ na politica e os outros. Ao convite que enviámos tivemos uma resposta que merece ser por nós destacada. No texto de resposta que recebemos é-nos dito que “a minha disponibilidade é total para ajudar a criar condições dignas no nosso Centro de Saúde, seja em meios humanos, seja em meios físicos” e que “pessoalmente não uso o Centro de Saúde mas, para quem o tem que usar, às vezes, sinto ser desumano as esperas que me dizem haver o que certamente, desesperam“. Refere o mesmo texto que “reconheço que talvez seja mais fácil, através dos próprios recursos da Autarquia, melhorar os meios físicos, já que o reforço de meios humanos, também está dependente da vontade própria dos candidatos aos lugares por preencher. Porém, talvez possamos oferecer diferenciações positivas a fim de cativar médicos que se instalem na nossa Cidade ou próxima desta. Claro que isto pode dar trabalho a quem tem o poder executivo, mas vale a pena lutar por causas justas e esta é uma delas“. Infelizmente esta resposta veio de um ‘gentleman‘ que não está à frente da câmara. Quão simples era se todos tivessem uma postura semelhante (nem nos atrevemos a esperar que seja igual). Não é que os políticos tenham que nos dar resposta (sabemos o lugar que ocupamos), mas uma palavra de conforto aos munícipes é tão simples de dar. Neste caso em concreto, sabemos que o assunto não irá ficar esquecido e não podemos deixar de enviar publicamente um agradecimento. Fica também o agradecimento aos autarcas que já manifestaram a sua intenção de mostrar o desagrado público pelo que está a acontecer na nossa terra em termos de saúde.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

1 comentário

  1. É de salientar quem assim pensa porque efectivamente é o que se passa no centro de saúde. Nas minhas vigílias para marcar consultas fossem com 50 pessoas presentes fossem com 100 sempre aproveitei o tempo para contactar com todos porque era um deles. Muitos depoimentos transcrevi-os no jornal. Sempre lamentei que os ainda mais velhos tivessem que ficar do lado fora à espera das 8 horas. Com milhares de m2 por aproveitar e deteriorando-se com o tempo é incompreensível a forma desumana do deixa andar por parte dos executivos que vão passando como cão por vinha vindimada em relação ao centro de saúde. Já referi que Caldas da Raínha tem 2 novas unidades de saúde e Leiria já tem mais de 3. Na Marinha Grande como agora se houve BOLA.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário