Amianto na escola

Categoria Escola by Curioso2 Comentários


«Da análise à informação constante no Relatório verifica-se que relativamente aos Blocos A2, A3 e A5, locais de recolha das amostras para a determinação da qualidade do ar (espaços intervencionados ou em fase de intervenção), efetuadas nos dias 22 e 28 de dezembro de 2016 e 9 de janeiro de 2017, constata-se que os valores (resultado calculado) oscilam entre 0,000 e 0,003 f/cm3 , valores significativamente abaixo do valor limite recomendado que se situa nos 0,02 f/cm3 . Importa ainda registar que o Valor Limite de Exposição (V.L.E.) se situa em 0,1 f/cm3 sendo este valor referência apenas para os trabalhadores que executam os trabalhos com amianto. Confirma-se, desta forma, que a qualidade do ar dos espaços analisados não apresenta riscos para a comunidade educativa da Escola Básica Guilherme Stephens. Em conformidade com as informações anteriormente veiculadas pela direção iremos também proceder à contra-análise através do Instituto Dr. Ricardo Jorge em complementaridade destas.

Marinha Grande, 17 de janeiro de 2017 O Diretor, Cesário Silva»

Comunicado e análises podem ser lidas aqui e aqui.

 


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Comentários

  1. Avatar

    Pequeno pormenor: as recolhas das amostras foram feitas PELA EMPRESA QUE FEZ A REMOÇÃO do amianto, não foram feitas por nenhuma entidade independente nem pelo laboratório que fez a análise.

Deixe um comentário

  
Please enter an e-mail address