Para terminar o ano

CuriosoAM, CMMG, PSD2 Comentários


O ano está a terminar mas não sem que antes se realize a assembleia que irá decidir a aprovação do orçamento para o ano que vem. Amanhã os deputados irão pronunciar-se sobre o que serão as opções do executivo para o ano que vem. Não se espera que chumbe mas há alguns aspectos que irão despertar alguma atenção. O orçamento passará desde que o PCP se abstenha. Depois do que foi a posição assumida pelos vereadores, não deverá haver por ali surpresas. Também não as haverá do lado do PS que não deixará cair a proposta. Dúvidas também não existirão do lado do MpM que deverá acompanhar a posição do vereador, votando contra. Já não há as mesmas certezas no que diz respeito ao + Concelho tendo em conta que a posição inicialmente defendida pelo vereador não correspondeu ao sentido de voto. É, no entanto, provável que não deixem o vereador sem apoio, apesar da sua inconstância. A incógnita surge assim do lado do PSD. Com a concelhia demissionária, não será com grande legitimidade que irão impor disciplina de voto. Ainda assim, os deputados poderão seguir as orientações do presidente da concelhia e aqui reside a dúvida. Tendo em conta as razões que levaram a que se demitissem, seria normal que votassem ao lado do vereador que queriam apoiar. Caso o fizessem iriam estar mais uma vez a desautorizar o vereador eleito pelo partido que votou a favor, o que não deixaria de ser estranho tendo em conta que estão sem ‘chefia’. Por outro lado, o vereador aprovou o orçamento sem que uma única obra estruturante esteja prevista (que era uma das condições que sempre disse que iria colocar), mas apenas a intenção de virem a comprar a FEIS. Será por isso provável que os deputados se fiquem pelo ‘nim’. Uma outra dúvida que apenas manhã ficará clarificada é a de saber se a deputada do partido irá colocar as preocupações da terra à frente das ‘férias’. Pelo que sabemos, irá ser substituída, mostrando, uma vez mais, o seu ‘interesse’ pelos problemas do concelho quando não estamos em época de eleições. Dúvidas à parte, uma certeza existe: o PSD deverá ir, mais um vez, assumir uma posição diferente da do vereador eleito, que assim amanhã irá ter o pescoço no cepo, e nem podemos dizer que a posição assumida pelo vereador seja uma que se consiga entender tendo em conta tudo o que se passou na reunião da semana passada! Para terminar o ano, o orçamento deverá ser aprovado pela maioria dos deputados.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

2 Comentário em “Para terminar o ano”

  1. Avatar

    Isso é que é mesmo uma pena!

    A Assembleia Municipal não deveria ser o «eco» da Câmara porque, assim sendo, para que precisamos de uma Assembleia Municipal e pagar senhas de presença a tanta gente??!!

  2. Ernesto Silva

    Tem toda a razão o comentário das 10H44. Para que serve o regulamento existente em que existem questões que tem que ser colocadas sejam do mesmo partido ou não. Os eleitos tem que respeitar os cidadãos. As pressas dão no que tem acontecido desde 2014. Deram em nada, zero ou bola. E depois ainda falam grosso aos que tem o carácter de ir às reuniões apresentar os problemas que os afligem. Os cidadãos merecem mais respeito e por tudo isto não devemos desistir em afirmar a nossa razão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address