Desesperado!

CuriosoAM, CMMG, Telmo2 Comentários


Amanhã vai ser discutido e, quiçá, votado o orçamento para o ano que vem. Temos alguma dificuldade em crer que o que dali possa sair seja algo bem pensado tendo em conta o tempo que os eleitos tiveram para o analisar. Independentemente do que possa dali sair, há uma coisa que nunca conseguimos entender. Acima da câmara está a Assembleia Municipal e acima do Presidente de Câmara está o Presidente da Assembleia Municipal. Ano após ano o executivo camarário tem forçado a realização de reuniões extraordinárias para a aprovação do orçamento. Têm tido a sorte de o Telmo ser paciente e nunca ter puxado pelos galões, mas este deixar andar e esta mania de deixar tudo para a última da hora mais não é do que uma falta de respeito institucional pela Assembleia Municipal e por quem a lidera. Apesar do aspecto calmo que tem sempre, acreditamos que por dentro esta falta de respeito seja algo que corrói. Mas o problema do orçamento é algo que poderá ainda dar que falar. Amanhã vai ser apreciada a proposta. São centenas de páginas. Ainda que amanhã seja aprovado – e não estamos a ver como é que os eleitos irão conseguir aprovar algo sem que tenham tido tempo para analisar ou, se aprovarem, como irão justificar junto dos eleitores a aprovação sem que saibam o que ali está – o documento chegará às mãos do Telmo na sexta, na melhor das hipóteses. Daí ele terá que fazer chegar a todos os deputados e terá que ser agendada uma assembleia extraordinária até ao dia 31. O Presidente da Assembleia e os deputados ficarão com menos de meia dúzia de dias para analisar e votar o documento que irá reger a câmara no próximo ano. Alguém acredita que sairá algo bem feito? Ainda que o orçamento tenha apenas o que foi aprovado em sede de revisão, dali há que esperar muito pouco! Estar à frente de uma Assembleia, com um executivo que deixa tudo para a última da hora, deverá deixar qualquer um desesperado.


Seguir
( 5 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

2 Comentário em “Desesperado!”

  1. Ernesto Silva

    Desesperados são aqueles que tem de alimentar com o seu trabalho via IRS porque parte deste imposto é devolvido à autarquia até 5% do valor arrecadado no concelho estas pessoas que ali estão a ocupar lugares de responsabilidade. Como este não va o governo de Lisboa então sob a batuta de Barroso (Sachs) e Manuela Ferreira Leite em 2003 aplicam a reavaliação dos nossos imóveis estejam devolutos ou ocupados e já anualmente ultrapassa a verba de 3 milhões de euros. Assim é fácil arranjar dinheiro ou seja temos de pagar uma renda à autarquia quando eles nem são capazes de dotar a cidade de bens como a água ou o saneamento. Parece realmente que vivemos no tempo Luís XIV rodeados de porcaria que até matam o rio Liz. O Sol que então iluminava este Luís trás o ocaso aos autarcas marinhenses.

Deixar uma resposta