CMMGPCPVitor

À medida que os dias vão passando, começam a chegar os sinais sobre o que será o futuro próximo. De manhã, ao espelho, o Vítor estará já a ver-se como o futuro candidato pelo seu partido. Chegou a falar-se da Alexandra como sendo uma das potenciais candidatas à câmara mas o seu desaparecimento, a escolha pelas férias em detrimento dos assuntos da câmara, o não ter deixado nada concluído no período em que teve pelouro, a ausência nas reuniões importantes mostrou o seu desinteresse e, acima de tudo, a falta de aptidão para poder vir a ser a cara à frente da lista do partido onde não está filiada. Por outro lado, o Vítor não só tem estado sempre presente como conseguiu deixar algo feito nos dois anos que esteve na câmara e que são o único evento que a câmara consegue ainda ter vivo. Além disso, tem-se notado uma preocupação em começar a aparecer. Há, do outro lado, uma total ausência de renovação no seio do partido o que leva a que o Vítor se perfile para que seja ele quem vai dar a cara pelo partido, sendo o candidato ao lugar hoje ocupado pelo Vicente. A uma questão não se consegue ainda dar resposta: conseguir encontrar quem, com crédito, possa acompanhá-lo para os lugares que se seguem na lista? Restará saber se os eleitores verão com bons olhos a sua candidatura quando se sabe que o cordão umbilical que o prende às decisões do partido é praticamente impossível de ser quebrado, levando que possa ser alguém com muito pouca autonomia em relação aos que no partido vão mexendo os cordéis (com a desvantagem grande que existe de o partido ser ‘gerido’ por quem é e do modo que o é).


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

1 comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário