JFMJFMGJFV

Quando hoje procurávamos informação sobre a CPCJ, fomos consultar as actas da câmara e das juntas de freguesia. Quanto a estas, nem sempre lá vamos e não nos tínhamos ainda apercebido de algo que hoje ficou evidente. A divulgação das actas das reuniões serve para que os munícipes e fregueses saibam o que se decide e, acima de tudo, para que haja transparência. Nada melhor, para que haja transparência, do que ficar público o que é dito e decidido. A junta da Marinha tem, como última acta publicada, a de 13 de Outubro; a da Vieira tem a de 16 de Junho e a da Moita não tem! Quando tentamos pesquisar uma qualquer acta o que aparece é nada. Se em relação à Marinha não há grande razão de queixa, já quanto à Vieira e, em especial, à Moita parece que muito se pode dizer!


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

1 comentário

  1. Quem está à dirigir uma instituição pública sujeita ao escrutínio dos eleitores não é aceitável aos serviços deixarem acumular serviço desta natureza. Também aqui os jovens da Moita ou da Vieira poderiam em tempos parciais irem fazendo aquele trabalho logicamente remunerado pela Junta de Freguesia. Qualquer freguês entenderia essa despesa bem facilmente explicável. E quanto um jovem agradeceria uns cobres nos seus bolsos vazios.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário