Já cansa

CuriosoSócrates4 Comentários


throw_book_2Hoje uma das notícias é a de que o Sócrates vai ‘lançar’ um livro. Resta saber quem o irá apresentar! Por certo que o Costa não será. Naturalmente que qualquer um pode escrever livros. Há os que o fazem sozinhos, há os que o fazem com ajudas e há aqueles que escrevem tanto que daria para fazer um livro. Há depois aqueles livros que interessam e aqueles, como o do Saraiva, que nem para papel de rascunho servem. Este será mais um que, ainda que não o tenhamos lido, iremos colocar na mesma prateleira. Tínhamos jurado entre nós nenhum escrever sobre o ex-primeiro ministro mas chega uma altura que cansa. Cansa o narcisismo em que vive mergulhado; a necessidade de se manter vivo; a vitimização que é uma constante e, acima de tudo, o facto de ele dizer-se vitima de algo que poderia ter modificado quando teve o poder. Não nos interessa se é culpado ou inocente, isso cabe à justiça dizer. Interessa-nos apenas o facto de nos incomodar tanto a sua necessidade de ter quem lhe dê atenção e que faz com que o feed de notícias não passe um dia sem que o seu nome apareça. Irra que o homem cansa!


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

4 Comentário em “Já cansa”

  1. Avatar

    O homem cansa, mas a comunicação social cansa ainda mais! Tudo lhe serve para cilindrarem o homem, irra, que já cheira mal!

  2. Ernesto Silva

    Para podermos com convicção afirmar que vivemos num Estado de Direito temos que ter a certeza que o pilar da Justiça funciona e tem que funcionar bem. Não pode ter dias. Este cidadão tem todo o direito a esbracejar contra todos aqueles que já o condenaram. A chegada ao aeroporto com a SIC por exemplo à espera. Estranho. Lembro-me e não decorreram muitos anos que 2 directores da Polícia Judiciária Fernando Negrão e Adelino Salvado (juiz) foram demitidos creio que por esta ordem, sendo o 1º por intromissão do SIS na Moderna e o 2º por facultar dados em segredo de justiça fresquinhos ao Correio da Manha. Juízes que tem sido todos corrido a muito bom, óptimo, excelente, quando de vez em quando sabemos que tem processos guardados nos seus cofres, para apresentar maior produtividade eliminam do sistema informático processos que ainda não estão encerrados. Por último mas não o menos importante a entrevista do juiz Carlos Alexandre com afirmações dúbias, e onde nos revela dados da sua vida pessoal como por exemplo não tendo bens conseguiu um empréstimo para crédito hipotecário de 1/2 milhão de euros. Ganhasse eu o mesmo vencimento ser-me-ia concedido um montante daquele valor? Claro que não. E mais grave para lhe fazer frente era obrigado a fazer horas extraordinárias. Felizes dos que tem quem lhes pague horas extras, quando em Portugal existem centenas de milhar de cidadãos que não tem quem lhe pague horas normais. No universo da política em Portugal existem processos contra conhecidos que ~ficam emperrados, quando um deles até está sob suspeita de crime de sangue. Das burlas já nem falo. Dos arrebenta bancos é melhor nem pensar. Por exemplo não houve suspeita quando um acusado em muitos processos Armando Vara vendeu um monte Alentejano ao actual governador do Banco de Portugal Sr Carlos Costa. Teria sido tudo bem observado ou teria acontecido como as trocas e baldrocas, enganos, dados incorrectos de Cavaco Silva? Ainda vivi o tempo em que alguém mandava colocar uma arma dentro da casa de outro para depois uns curiosos entrarem de mansinho e apreenderem-na e mandá-lo para o Aljube, Peniche, etc. E já havia justiça e funcionava diziam eles.
    Os tribunais plenários existiram. Jorge Sampaio foi o último advogado de Joaquim Carreira. Portanto não foram assim tantos anos passados. Do caso Furacão em que aparece um ex empreendedor desta cidade, uns pagam e não são constituidos arguidos. Outros não o fazem e lá caminham para julgamento. Mas não se houve falar deles. Aquele matutino que traz todas as notícias falsas ou verdadeiras mas estando em segredo de justiça, pode actuar deste modo num estado de direito? Ou será mais fácil pronunciar baixinho MORDAÇA? Vamos aguardar serenamente pelo resultado porque ainda existem tribunais superiores.

    1. Avatar

      Caro Ernesto.
      Mais uma vez peço desculpa por usar o anonimato, mas só queria fazer uma pequena correcção. O ultimo advogado do Joaquim Carreira, foi o Dr. Vareda. Curiosamente o ultimo preso politico a ser julgado pelo tenebroso tribunal plenário.
      Cump.
      RM

    2. Curioso

      Caro Ernesto Silva. “Este cidadão tem todo o direito a esbracejar contra todos aqueles que já o condenaram” sem dúvida alguma. Não significa, no entanto, que não seja já cansativo ter que se ouvir sempre o mesmo discurso, os mesmos argumentos como se a justiça girasse toda à volta dele ou como se ele fosse o único naquela situação. É apenas um cidadão igual a tantos outros que, pelas funções que desempenhou, deveria aguardar pelo decurso normal do que está a ser investigado, como acontece em relação a tantos outros que, ao contrário dele, não tiveram hipótese de mudar a lei para que tudo pudesse desenrolar-se de modo diferente. Não fez o que devia e hoje queixa-se daquilo que contribuiu para que se mantivesse como está. Depois há tanta coisa que se diz e escreve que serve apenas para alimentar dogmas que são já quase tidos como verdades e que estão tão longe da realidade como nós da lua. Já cansa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address