Apontar o dedo

Categoria Aurélio, CMMG, PS, Vicente by Curioso2 Comentários


angry-man-pointing-finger_2Agora é a vez de ser o Logrado a apontar o dedo ao Vicente e ao Aurélio, culpando-os da não aprovação da revisão do orçamento. Depois de ter terminado o ‘namoro’ com  o PS, o vereador não mais poupou os ataques sempre que tem oportunidade. O Logrado acusa o Vicente de ter deixado chegar a câmara ao estado em que está para se vingar de não ter tido apoios dentro do PS para se poder candidatar e o Aurélio é acusado de lhe interessar que nada se faça para que desse modo possa ganhar votos. Com ou sem razão, a verdade é que estamos a meio do mês de Outubro e nada está feito. As reuniões que têm tido lugar traduzem-se em nada que possa ser visto é não há dúvida que já nada será feito. A ideia que parece estar na base da metodologia adoptada para fazer a revisão não está a trazer frutos para quem aqui vive. Temos que reconhecer que ao Logrado assiste alguma razão quando defende que o modelo usado “não conduziu a nada”. Diz o vereador que há “teimosia” da maioria que impede que se possa avançar com o que é necessário mas temos dúvidas se será mesmo ‘teimosia’ o termo mais correcto. Chegou-se a meio de Outubro por culpa exclusiva de quem manda, porque não conseguiram levar o assunto a discussão atempadamente. Em Maio não haveria os constrangimentos que hoje há nem as desculpas que se podem encontrar para que não se aprove este ou aquele ponto. Da parte de alguma oposição a ideia de usar a revisão do orçamento para ‘limpar’ o que foi aprovado no ano passado, quase como quem penteia um cabelo com parasitas, é ir mais além do que uma revisão se destina. Na base de tudo está, como é evidente, o cenário das eleições que, como se sabe, condiciona muitos comportamentos. No meio de tudo isto estão os munícipes que não vêm serem realizadas as obras que são necessárias e, muito provavelmente, irão ser eles quem irá apontar o dedo a quem teima em arrastar este penoso assunto.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Comentários

  1. Avatar

    A andropausa tem destas coisas. Aguentar quem acha que detém algum poder, mesmo que momentâneo, é difícil.
    Mas a vida é efémera, não é verdade Barros Duarte, Álvaro Pereira, Paulo Vicente?!
    Entre pseudo guerras e conhaques de gabinete, quem sofre é o mexilhão e continuo a ver nada a mexer nesta terra de ninguém, não será Logrado?
    Contribuíste para quê neste tempo todo que alegas ter disponibilizado em causa própria aos teus? Não vejo reflexo algum do teu esforço… Ou também quererás vender uns pavimentos desportivos??

Deixe um comentário

  
Please enter an e-mail address