PEM no lixo

CuriosoCMMG, PEM2 Comentários


caixote_lixo_1Ontem houve reunião entre a Cidália e alguns clubes e colectividades. Poucos compareceram e sobre o que falaram depois falaremos. O que se ficou a saber foi o que mais ou menos era dito entre dentes mas nunca assumido: as propostas do PEM foram colocado no lixo. Todas as propostas relativas com a agenda de eventos para o concelho estão no caixote do lixo. Claro que se entende que o tenham feito porque não querem ter mais trabalho e convém manter o povinho na ignorância sobre o que se passa aqui na terra (ignorância que é patente sempre que se passa por alguns grupos no Facebook e se vê o que por lá se escreve) porque um povo ignorante é um povo pacifico. Sem qualquer explicação, aqueles que andaram a perder tempo com o PEM vêem as suas propostas serem descartadas e atiradas para o lixo. Claro que também se sabe que pedir aos que mandam que olhem para o futuro é demais mas esperava-se que tivessem a humildade de ler as ideias dos outros e tentarem delas tirar o que de bom podem ter. Ficou-se também a saber que por serem apenas dois (ela e o Vicente) não conseguem acudir a tudo, tendo esse sido um dos argumentos usados para justificar muito do que não se faz. Temos que reconhecer que nunca pensámos que este argumento fosse usado uma vez que o Vicente é o ‘super’ Presidente, com quase todos os poderes, porque não sabe delegar nem chegar a consensos com os demais vereadores e,desse modo, distribuir funções. Usar o argumento de que são apenas dois, porque querem que assim seja, para não fazerem o que devem roça o cómico.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

2 Comentário em “PEM no lixo”

  1. Avatar

    Parabéns ao caro Curioso que “mete o dedo na ferida”. Mandar para o lixo o trabalho feito no PEM é algo que não passaria, nunca, pela cabeça de qualquer ser com inteligência. Está lá imenso trabalho fruto do esforço de muitos munícipes. Deitá-lo ao lixo é a prova da incompetência deste executivo e o mais completo desprezo pelo esforço de pessoas isentas e interessadas no melhor para o município.
    Perante isto,lembro-me de uma frase escrita numa parede, algures há alguns anos, dirigida a um incompetente e que poderia ser usada na actualidade:

    “Grande Vicente, em tretas és o primeiro,
    Porque não te fazes à vida?
    Compra um assobio e um carro de funileiro”

Leave a Reply