As prioridades

Categoria CMMG, Escola by Curioso3 Comentários


escola_pilado_2«Este texto é dirigido a quem ainda não votou por não sentir tendência de escolha por qualquer uma das nove propostas. A nossa proposta não é melhor nem pior que todas as outras, visa simplesmente colmatar uma necessidade básica. Talvez, nem deveria estar entre as nove propostas, porque o orçamento participativo deveria ser para obter obras de melhoria ou concretizar novas ideias, não para corrigir uma situação básica. Mas esta foi uma oportunidade que os pais das crianças que frequentam as escolas (…) encontraram, para conseguirem obter melhores condições para os seus filhos».

Este é um texto de um dos promotores de uma proposta que deveria fazer reflectir quem manda sobre a desvirtuação que estão a dar ao que deveria ser um orçamento participativo mas, acima de tudo, à falta de atenção que está a ser dada ao que são necessidades básicas. Quando se vê quem manda falar, com orgulho, no facto de andar a espalhar alcatrão ou em fazer arranjos numa igreja ficamos sem perceber quais os critérios usados que levam a que não se dê prioridade ao que é prioritário.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Comentários

  1. Avatar

    “A nossa proposta visa entre outras, efetuar melhorias das casas de banho da EB do …, sendo esta a razão principal porque decidimos participar no orçamento participativo”
    “Como as casas de banho da EB do … são muito antigas(mais de 30 anos), com uma muito reduzida ou nenhuma manutenção, apresentam um grande estado de degradação, as canalizações de água e esgotos necessitam de ser renovadas, exemplo disso é a “pia” onde as crianças lavam as mãos que nem sequer tem sifão, mas nada melhor do que as fotografias abaixo para verificarem o estado de degradação de que falamos. No entanto existe algo que não é possível mostrar em fotografias, este estado de degradação por vezes reflete-se num cheiro nauseabundo a esgotos que invade as salas de aulas e que provoca náuseas e mau estar às crianças.”

  2. Avatar

    O OP não devia permitir este tipo de propostas…
    Aliás o OP estabelece que os projectos candidatos não devem reflectir o que é parte do Plano de Actividades/Investimentos da Câmara… só que quem avalia as propostas, e quem deveria «fiscalizar» a execução do OP, está-se a marimbar para as regras (que eles próprios criaram)… querem é que haja muitas propostas… para fazerem festa, deitar os foguetes e apanhar as canas…

    É de lamentar que obras de requalificação nas estruturas básicas de um Jardim de Infância ou de uma Escola de 1º Ciclo tenham de ser submetidas a um Orçamento Participativo para ser executadas…

    Lamento, mas o meu voto, por princípio do que entendo ser o OP não vai para este tipo de investimento…
    Mas não deixo de compreender as razões porque os Pais apresentaram esta proposta. Eu talvez fizesse o mesmo se fosse com um filho meu!!!

Deixe um comentário

  
Please enter an e-mail address