Se tapa aqui, destapa ali!

CuriosoCMMG, Vicente1 Comentário


small_clothes_2Na reunião que quinta vai ter lugar, o Vicente vai por certo tentar ‘entalar’ a oposição por causa do chumbo da revisão do orçamento. Neste momento ele estará na mesma posição que estarão aqueles que querem enfiar-se numa roupa justa mas o que há para lá meter dentro é maior do que as medidas. Assim é o orçamento: há demasiadas despesas para o que está no orçamento e para o dinheiro disponível para algumas rubricas. Daqui resulta um de dois cenários: ou não cabe dentro da roupa ou, para caber, ela irá faltar em algum lugar, normalmente na costura de trás! Já se saber que o Vicente vai ter que fazer algumas das coisas que têm estado na ordem do dia. O problema do ACM é um deles. Até para limpar a imagem da asneira que foi cometida quando assinaram o protocolo, ele vai ter que fazer alguma coisa. Já se sabe que a intenção do Logrado de agendar isso para a próxima reunião falhou mas ela deverá surgir na mesma mas, desta vez, pela mão do Vicente. Claro que as propostas que ele agora vai apresentar para fazer os movimentos no orçamento irão ser, nem mais nem menos, o que tem feito até agora com a diferença que agora irá fazê-lo sujeitando tudo a deliberação. Assim não vão poder acusá-lo de fazer as coisas sem dizer o que fez. Mas a sua intenção vai mais além do que isso! No momento em que ele ‘entale’ a oposição, levando-os a aprovar despesas que não estão no orçamento, vai forçar a que falte dinheiro noutro lugar. Acreditamos que a intenção é fazer com que sejam aprovadas medidas que não estão no orçamento, dando assim resposta a algumas das coisas que têm vindo a ser pedidas, o que fará com que fique a faltar dinheiro noutras obras que, para que sejam executadas, terão que forçar à revisão do orçamento. Como a ‘roupa’ é apertada, a única hipótese será se for feita uma revisão que lhe aumente as medidas. A oposição poderá ser assim encurralada para uma situação em que seja forçada a aprovar a revisão que o Vicente queria que fosse aprovada, bastando para isso que lhe comecem a aprovar medidas avulso que não estavam orçamentadas mas apenas na revisão que ele queria que passasse. Com isto ele irá conseguir forçar uma revisão ou, ainda que não o consiga, irá ter sempre o argumento de que se não há dinheiro para algumas obras isso se ficou a dever a despesas extra que foram aprovadas por todos. O assunto do ACM é um dos exemplos e veremos, quando a agenda da próxima reunião for tornada pública, se ele não será um dos que estará em discussão, levando a que a oposição tenha que fazer o mesmo que hoje o acusam de fazer: despesa não prevista no orçamento. Esta é a única estratégia que nos parece que pode seguir de modo a tentar salvar a sua imagem sem que tenha que explicar o que fez até agora. Resta saber se a oposição irá na conversa!


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Um comentário em “Se tapa aqui, destapa ali!”

  1. Avatar

    Espero que o aurelio mantenha as condições impostas antes, ou ficará a sua palavra em cheque enquanto candidato às próximas eleições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address