CMMGPEM

PIM2016Desde que o Logrado rompeu a ‘coligação’ que tinha feito com o PS que nunca mais se ouviu falar do PEM. Acreditamos mesmo que esteja por lá perdido entre os caixotes destinados a irem para o arquivo morto. Das muitas reuniões que houve, a única coisa que se viu ter surgido foi apenas a questão dos almoços. Poderão uns dizer que foi uma grande inovação e, numa terra que está em muitos aspectos atrasada, poderemos ter que concordar. A questão coloca-se quando depois surgem informações noutras autarquias, sem PEM, que tornam o difícil fácil. No portal da câmara de Leira pode ler-se que “agora é mais fácil para os pais e encarregados de educação fazerem a gestão das refeições escolares do 1.º Ciclo do Ensino Básico, bem como realizarem as inscrições para as Atividades de Animação e Apoio à Família do Pré-Escolar. Para isso vão ter que se registar numa plataforma, cujo link se encontra no final do texto“. Fomos ver do que se tratava e ali está on-line tudo o que é necessário para os pais poderem controlar o que se passa com os filhos. Foi uma grande inovação? Não! Foi apenas uma questão de usarem as ferramentas que estão disponíveis e que todos podem usar. Sem PEM nem programas especiais, aquela câmara fez o que aqui há muito poderia estar já a ser feito. Pode dizer-se que lá os autarcas são muito competentes? Não nos parece! Os de cá é que são demasiado incompetentes. Quando comparamos uma e outra autarquia vem-nos sempre a ideia daqueles que usam computadores e sabem o que fazer com eles e os que se limitam a usar uma máquina de escrever com fita de duas cores. Nós cá somos uma autarquia que usa máquina de escrever e corrector de tinta.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário