Maestro mas pouco

Categoria CMMG, JFMG, OLMG by Curioso4 Comentários


maestro_vicente_1À primeira vista poderão ser tentados a pensar que iremos falar sobre a condução dos destinos da autarquia. Não é o caso porque ficaríamos sem saber o que dizer já que a autarquia há muito que não tem condutor. Hoje pode ler-se o comunicado que a Assembleia de Freguesia deu a conhecer onde se diz que “a Assembleia de Freguesia, não pode deixar de lamentar o comportamento assumido pela Câmara Municipal, neste processo, e de exigir a efetiva restituição à Junta de Freguesia da Marinha Grande, do valor correspondente a 75% dos encargos financeiros assegurados, durante o período de 2013/2015”. Numa outra qualquer câmara a justificação poderia ser a de não terem dinheiro. Neste caso a razão mais lógica parece-nos ser o facto de as cores políticas de quem está à frente da Junta poderem fazer algum comichão a quem está na câmara. Há dias lia-se que “A criação e funcionamento da Orquestra Juvenil é um projeto comum do Município e da Freguesia da Marinha Grande” mas, pelo que hoje se pode ler, é um “projecto comum” mas pago apenas por uma das entidades! Os vinte e seis mil euros que vão dar este ano e o que vem, tendo em conta que não pagaram nada nos anos anteriores, mais não é do que um custo que deveria ser incluído na rúbrica ‘propaganda eleitoral’. Curiosamente parecem não querer gastar dinheiro para a orquestra mas têm mais de duzentos mil para uma obra que irá ser destinada a apenas uma entidade cujo ensino, em termos musicais, não tem comparação com o que se faz na Orquestra Juvenil. O Vicente sai mal na fotografia porque também aqui não soube gerir o assunto de modo a afastar a ideia de que o protocolo que anunciaram ter assinado não tem um forte cunho eleitoralista.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Comentários

  1. Avatar

    Mas não deixam de ter razão com a casa da música no parque feito à medida do Tojeira quando têm a Orquestra Juvenil nos currais do Museu Joaquim Correia.
    Se a Orquestra é do Município, devia ser inteiramente assumida pela Câmara. Seria dinheiro mais bem empregue que aquele que vão gastar noutras coisas…

  2. José Geraldes Barros Silva

    Vai sendo tempo das pessoas que façam comentários dêem a cara.Todos sabemos a forma negligente dos autarcas desta terra e nomeadamente de como é possível a Teresa Coelho pôr e dispor dos eleitos PS, algo está mal, ou será que há medos?.Hoje pelo que sei o Presidente do A.C.M. leu uma carta aberta na reunião da câmara e seria muito benéfico que o pasquim da M.G(Jornal) a publicasse pois possivelmente parte da população ficaria muito mais elucidada.

    1. Curioso Author

      Caro José Geraldes Barros Silva. Pode já ler aqui a carta que refere.

Deixe um comentário

  
Please enter an e-mail address