Como vai ser?

CuriosoCMMG, Mercado4 Comentários


mercado_terrenoHá dias o Vicente disse que vai ser posta em discussão a localização do mercado e que “vão ser postos à discussão pública estes 2 locais, mas poderão surgir outros”. Um dos dois locais é aquele onde estão as tendas. Sabe-se que aquele espaço foi cedido à câmara com a condição de aquele espaço se destinar ao alargamento da zona desportiva. No documento a que tivemos acesso pode ler-se que se aquele espaço tiver outro fim aquele espaço reverterá de novo para o Estado. A câmara aceitou as condições mas agora o Vicente parece querer fazer letra morta daquele documento e avançar com a discussão do mercado num local que parece ser evidente que se avançar poderá significar a perda daquela parcela de terreno. Acreditamos que os ‘conselheiros’ do Vicente achem que conseguem dar a volta àquele problema mas, concorde-se ou não com a localização do mercado naquele local, parece ser evidente que a câmara está a avançar com soluções que podem ser o principio de um futuro repleto de complicações. Mas, pior que isso, quando o Vicente afirma que “podem surgir outros” locais evidencia que não têm um plano definido para o que dizem que querem fazer e que andam ao sabor do que vai surgindo no dia-a-dia. Não é concebível que nesta fase a câmara ainda não tenha todos os cenários estudados e os apresente para a tal prometida discussão. Mas, acima de tudo, há uma questão que fica no ar: como vai ser se da discussão resultar que o melhor local é onde estão hoje as tendas?


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

4 Comentário em “Como vai ser?”

  1. Avatar

    Numa canção do José Mário Branco, intitulada “FMI” já com umas décadas e a propósito do desinteresse colectivo que já se sentia na altura, ele diz a determinado momento: “entretém-te filho, entretém-te!”. Alguém de bom senso, acha que neste mandato, alguma medida, séria vai ser tomada no sentido de começar a resolver o problema do mercado? Toca é de entreter o pessoal.

    1. Curioso

      Caro anónimo. Óbvio que partilhamos dessa opinião mas diríamos mais, além do mercado, algum problema foi resolvido?

  2. Avatar

    Isto é só para entreter o povo e com diz o velho ditado “com papas e bolos se enganam os tolos” só espero que os eleitores não se deixem enganar..

  3. Avatar

    Na verdade, só o anúncio de que a questão da localização do Novo Mercado iria ser posta à discussão pública, avançando só com duas hipóteses e nenhuma delas era o Mercado construído pela Câmara e que o actual Presidente, enquanto vereador no mercado anterior deu ordem para desmantelar e destruir, como se verifica nas fotos e vídeos que já publiquei no Facebook, dizia eu, que só esse anúncio revela uma gritante falta de respeito para com os marinhenses. Das duas hipóteses, como tenho vindo a afirmar e a escrever, a da localização na Feira dos Porcos é IMPOSSÍVEL. Resta a dos estaleiros, onde verdadeiramente esta combinação de interesses contra-natura, entre “este PS”, dominado nos bastidores por uma figura cinzenta, Teresa Coelho, que manda no Presidente, mas nunca dá a cara nem assume responsabilidades, e o PCP/PSD/MCI, quer, de facto construir um segundo mercado.
    Falam num valor de 1,9 MILHÕES DE EUROS sem explicar como ram a esse cálculo e sem nos dizerem quanto vale a área de terreno URBANO, previsto no PDM como terreno para construção, localizado no Centro da Cidade, paredes meias com a melhor Zona Verde do Concelho.
    Se considerarmos que cerca de 2,580 m2 da Abrigada, mais uns terrenos na Praia da Vieira, segundo Saúl Fragata e CIA, valiam mais de 2 MILHÕES, talvez possamos dizer que o terreno dos estaleiros, a preços corrente usados para construção, valerá, seguramente, o dobro, ou seja 4 MILHÕES.
    Quer isto dizer, que o terreno, mais a construção, mais arranjos exteriores, mais infraestruturas, custarão mais de 6,5 MILHÕES. É obra.

Leave a Reply