Centro escolar

Categoria CMMG, Escola by Curioso4 Comentários


centro_escolar_002Esta semana o Filipe veio recordar, num texto de opinião, o que levou a que o PCP rompesse com a coligação que duro quase dois anos: o centro escolar. Estando no programa eleitoral do PS, é sabido que o PCP está contra a sua construção. Fomos dar uma vista de olhos à proposta de alteração que está no rectificativo e a verba de mais de dois milhões e meio vem lá prevista. Sem que o comunicado do PCP tenha feito referência a isso, acreditamos que um dos motivos que está na base da rejeição da proposta que foi apresentada assenta nessa previsão. Caso o rectificativo fosse aprovado com aquela rubrica já com valor previsto seria difícil impedir a construção da obra que levou à queda da coligação. Curiosamente, quando há umas semanas ouvimos a entrevista do Cesário – um dos nomes que se fala que poderá vir a ter um lugar de destaque nas próximas eleições – ele não se mostrou contra a existência dos centros escolares. Seria bom para os munícipes que os partidos e movimentos dessem explicações concretas sobre o que os leva a não aceitar fazer alterações ou não aceitar o que foi proposto. Não é por nada de especial, é que o dinheiro que eles têm à disposição é dos munícipes e o concelho é de todos e não dos políticos que estão lá apenas para fazer o que se propuseram fazer quando se candidataram: representar-nos.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Comentários

  1. Avatar

    Cada um diga as propostas que apresentou, a começar pelo Partido Comunista. Quais as propostas que o Vicente recusou?

  2. Avatar

    E aquele dinheiro todo que lá está para publicidade? Isto é: para campanha eleitoral do PS! Á custa de todos nós, que a pagamos. E publicidade enganosa, como aquela de irem fazer não sei quantos quilómetros de estradas .., É para isso que o PS quer o dinheiro porque obra não faz nem vai fazer. Não há projectos, sequer … Mas enganar o povo com publicidade de milhares de euros , é o que se pretende com este retificativo!

    1. Curioso Author

      Caro anónimo. Tanto quando pudemos apurar não foram apresentadas propostas concretas uma vez que quando o Vicente pensou em pedir a ‘colaboração’ da oposição tinha já o rectificativo pronto. Ou seja, a oposição não foi chamada para discutir o assunto mas apenas para darem contributos depois de tudo já feito. Parece-nos que foi um convite apenas porque tinha que ser e não para receber verdadeiros contributos. Se fosse essa a intenção teria começado a pedir esses contributos no início do ano e não agora quando está já sem alternativas. Foi mais um erro do Vicente.

Deixe um comentário

  
Please enter an e-mail address