CMMG

logradexitParece estar cada vez mais difícil encontra-se luz ao fundo do túnel no que diz respeito a uma solução que permita a governação da terra. São cada vez mais evidentes as divergências entre o Vicente e o Logrado, divergência que ficou clara na última reunião. À medida que os dias vão passando mais se vai sentindo que a luz ao fundo do túnel vai ficando mais ténue. Pelo que se sabe, o Santos não terá dado luz verde para poder aceitar um qualquer pelouro, apesar de poder haver disponibilidade para que possa viabilizar o orçamento rectificativo. Esta recusa poderá por em causa a disponibilidade que o Logrado demonstrou para poder vir a integrar o executivo permanente. Mas a questão fundamental centra-se no facto de poder não existir, desde o início, vontade do Vicente (ou de quem nele manda) de abrir mão dos pelouros que podem dar alguma notoriedade e, acima de tudo, de que o Logrado entre na câmara com pelouro. Foi evidente a tentativa do Logrado de conseguir ganhar algum destaque com a implementação do PEM e é clara a demonstração, por parte dos que mandam, de que pouco ou nada ligaram às conclusões que dali saíram (mesmo que fossem quase todas apenas a constatação de evidências), tentando com isso que o que o seu reaparecimento possa cair rapidamente no esquecimento. No fundo, o que se sente é a vontade de que possa existir uma saída do Logrado de modo a que não ganhe mais protagonismo. Todos reconhecem que a sua entrada para a câmara poderia traduzir-se numa forte machadada no protagonismo que quer o Vicente quer a Cidália tentam ter mas não conseguem. Sem que haja notícias do orçamento rectificativo e sem um acordo à vista, fica a sensação de que começa a ser conveniente para alguns que não se consiga chegar a um entendimento já que isso irá permitir que se justifique, dentro de algum tempo, a não realização das promessas que têm sido feitas! Nesta espécie de ‘geringonça’ local, parece ser evidente a vontade de que exista um ‘Logradexit’.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

3 comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário