CMMGPEM

desperate_man_4Muito se tem falado no PEM, no que pode daí resultar, no aproveitamento que tem existido pelo vereador e o movimento que integra. Há dias ele afirmou que, no que diz respeito à colaboração que tem feito com o executivo permanente, “tem a sensação de que não chega o que se tem feito”, que “fazer a mudança é complicado” e que “questiona-se se vale a pena, face ao tempo que falta para o fim do mandato“. Fica-se com a sensação de algum desespero no que diz respeito ao que pretendia conseguir. Se a primeira afirmação se entende, uma vez que pouco se tem visto resultar daquele programa, já a segunda afirmação é de difícil compreensão! Que tem o “fim do mandato” a ver com a ideia de tornar o município mais eficiente? Não era suposto que tudo o que se faça na câmara não esteja associado aos mandatos mas ao que daí pode resultar como beneficio para os munícipes? Esta simples afirmação vem confirmar um pouco o que se tem dito do objectivo subjacente ao programa e que tem a ver com questões mais de ordem políticas do que funcionais. Afirmou, no entanto, uma coisa que reflecte o estado da câmara, dos serviços e da incapacidade dos que mandam e mandaram nos últimos anos de resolverem os problemas dos munícipes. Disse ele que “há tantos problemas que têm que se encontrar soluções”. Esta sua afirmação, com a qual concordamos, vem evidenciar a incapacidade que tem existido dos que mandam de serem agentes na resolução de problemas – sendo certo às vezes parecem mais ser um entrave à sua resolução – mas coloca, sobretudo, em cima da mesa a questão de que também ele pensa que a resolução de problemas está intimamente ligada ao calendário eleitoral e ao proveito que daí os eleitos podem tirar.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

5 comentários

  1. Conhecendo a dinâmica do Logrado, que vem do tempo em que fazia moldes, não é fácil de acompanhar. Qualquer pessoa com uma dinâmica normal já tem dificuldade em acompanhá-lo, imagine-se agora pessoas habituadas a engonhar,

  2. Não é fácil mudar o sedentarismo dos funcionários da câmara, mas o vereador Carlos Logrado está a demonstrar que é capaz de fazer um bom trabalho, se o deixarem claro.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário