PassosPSDRelvas

ratatouie_relvas_2Ontem lemos que entre o Relvas, aquele personagem sinistro que levou o Passos ao poder, foi mais um dos beneficiados por mais um negócio que permitiu que o Estado entrasse com 90 milhões de euros para um banco que depois foi vendido a preço de saldo a uma empresa da qual o Relvas faz parte. Foi mais um cozinhado que vem, mais uma vez, mostrar que vale a pena ser-se politico. Quando lemos estas notícias ficamos sempre com a esperança que os eleitos aqui do concelho e que representam o partido a que aqueles dois fazem parte possam vir, de algum modo, pedir desculpa aos eleitores por fazerem parte da mesma seita, mas não! Nem uma palavra! Tudo acontece como se fosse normal que estes negócios fossem normais e nada tivessem que explicar. Claro que o erro é nosso que ainda achamos que os politicos estão lá para poderem defender os interesses dos eleitores e não os dos eleitos. Quando agora vemos as fotos de deputados que dizem andar a conhecer o concelho e o que por cá se passa, sinal que não tinham noção de qual era a realidade (próprio aliás de quem não vive no concelho) não conseguimos deixar de ver nisso uma grande dose de hipocrisia quando, perante situações como as que têm vindo a público praticadas pelos seus correlegionários, se remetem a um silêncio comprometido e comprometedor. São acções de charme que ficam bem na fotografia e no curriculum mas que não são suficientes para que esqueçamos que aqueles que defendem como sendo quase heróis, agora que foi anunciada a recandidatura à liderança do partido, são os mesmos que fazem parte sempre das mesmas negociatas.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário