Cantoria na sessão

Curioso18 Janeiro, Alexandra, Vitor6 Comentários


Ao contrário do que tinha anunciado na reunião de câmara, o Vítor hoje não woman_singing_alex_2faltou à sessão solene que teve lugar na câmara. Ainda que alguns possam dizer que deu o dito por não dito, a sua presença apenas respeitou o voto que lhe foi dado. Mas, se é verdade que esteve presente, essa sua presença apenas serviu para mostrar que, cada vez mais, está a ser preparado o caminho para que a Alexandra possa vir a sucede-lo. Ao contrário do que se poderia esperar, foi a Alexandra quem usou da palavra. Bom, usar da palavra não é bem o termo correcto porque, em vez de iniciar o discurso a falar, ela começou por cantar! Não percebemos muito bem a razão de um vereador se por a cantar – sem que queiramos dizer que ela cante mal. A sua intervenção foi no seguimento do que tinha sido afirmado na reunião de câmara e aproveitou para protestar contra a discriminação que foi feita ao STIV. Depois de terminar a cantoria e o discurso que tinha preparado saiu da sala, com o Vítor atrás, mesmo no momento em que o Aurélio de punha a jeito para falar! Ainda que tenha sido com o argumento de que o povo estava na rua e era a ele que ela se ia juntar, não deixa de ser considerado como falta de consideração para com os outros vereadores a sua saída antes do final da sessão. Se queriam marcar uma posição, não iam! Sair a meio ficou mal até porque todos tiveram que ficar para a ouvir cantar. Curiosamente, o “povo” que ela referiu não estava na rua! Peripécias dos representantes do partido que está deserto para que haja eleições antecipadas.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

6 Comentário em “Cantoria na sessão”

  1. Avatar

    É por causa deste dia que eu quando morrer quero ser cremado… Era o que mais faltava depois de morto ainda ter de aturar os discursos reaccionários do PCP no cemitério!!!!

  2. Avatar

    Estão desorientados e não sabem já o que fazer para dar nas vistas.
    É pena que renha sido pouca gente a assistir a todo aquele espectáculo que fere a memória dos que que fizeram o 18 de Janeiro. Assim ficariam a saber o que contamos do PC.

Leave a Reply