Entendimento?

CuriosoCMMG, Orçamento, PCP, PSD, SantosDeixe um comentário


savingsanta_cmmg

Numa altura em que ainda está a decorrer o debate na Assembleia da República sobre o programa de governo, ouvimos as intervenções dos diversos deputados que falaram mas tivemos especial atenção ao que o Jerónimo disse. Pensamos que foi a primeira vez que o ouvimos defender políticas do PS e dar o apoio, quase incondicional, ao programa de governo do eterno rival. Foi depois de o ouvirmos que nos lembrámos do que o Vítor há dias disse na câmara que “o que se passa a nível nacional poderá ter reflexos locais diferentes. Saúda a política nacional e o derrube daqueles que espoliaram a população portuguesa. A nível local não há decalques. Houve um compromisso com o PS, que teve o seu tempo. Não se devem misturar as coisas“. Quando estamos a poucos dias da votação do orçamento começámos a pensar se não seria uma boa forma de salvar o Natal, e permitir a criação de melhores condições de vida para os munícipes, que fossem postas de lado as divergências que teimam em querer manter, mesmo sabendo que são ainda artificiais, e tentassem chegar a um entendimento que pudesse ajudar o desenvolvimento da terra. Apesar de, como o Vítor afirmou, não haver decalques, não seria mais vantajoso para a terra que o decalque fosse usado e pudessem por em primeiro lugar os interesses dos munícipes na sua globalidade, trabalhando todos em conjunto, e não teimando manter-se em oposição apenas porque escolheram um tema que lhes deu o mote para a ruptura e agora têm que manter vivo? Curiosamente, ainda a respeito do orçamento, se por um lado se congratula com o derrube “dos que espoliaram a população”, por cá o Vítor parece colocar-se ao seu lado no objectivo de tornar a câmara ingovernável. Irónico!


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address