Mais divergências!

CuriosoCMMG, PSD, Santos14 Comentários


kindergarten_psd_1

Ontem soube-se da divergência que existe entre o que é a posição da concelhia do PSD relativamente ao orçamento, que terá decidido votar contra mesmo que ainda não se tenha acesso à proposta definitiva, e o que é a posição do vereador. Pelo que agora temos conhecimento, a divergência de opiniões vem desde há mais tempo. Há dias, quando foi votada a moção apresentada pela Alexandra sobre as escolas, apesar de todos reconhecerem ser uma moção que vem antes de tempo e que não tem fundamento, para já, a posição do partido, que queriam que fosse seguida na reunião de câmara, era no sentido da moção ser votada favoravelmente. Ou seja, se até ontem pensávamos que as divergências entre o partido e o vereador tinham começado com a questão do orçamento, hoje o que sabemos vem dizer o contrário. Parece ser evidente que a posição que está a ser seguida pelo PSD local é no sentido de contrariar tudo o que possa, de algum modo, beneficiar o PS mesmo que essas posições possam não ter fundamento ou sejam contrárias ao que possa interessar à população (como é o caso do orçamento). Estas posições que agora estão a ser seguidas pelo partido fazem recordar anos passados quando a forma como o partido era dirigido levou a que não conseguissem nada. A história parece repetir-se e, à semelhança com o que aconteceu com outros vereadores eleitos pelo partido, as posições que são tomadas pela concelhia parecem ser sempre no sentido de se distanciarem dos vereadores ao ponto deles ficarem isolados. A forma como a concelhia está a ser dirigida leva a questionar o local onde as reuniões são feitas: se na 1º de Maio, se na Prof. Alberto Nery Capucho!


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

14 Comentário em “Mais divergências!”

  1. Avatar

    Já com a exoneração forçada do tal Eng da Câmara para por la a técnica de restauro houve divergências, e na altura era o Pereira o presidente. O que vale e que para o curioso o Santos tem sempre razão no que decide por si só.

    1. Curioso

      Caro anónimo. Acha mesmo isso? Não tem lido o que temos escrito. O santos não só não tem sempre razão como há muito coisa que achamos que deveria agir de forma diferente. Isso não faz com que, em algumas situações, tenhamos que concordar com as suas posições, tal como concordamos com as de qualquer outro. Mas se acha que neste caso fizemos uma interpretação errada e se acha que a posição defendida pela concelhia era a que estava correcta, ajude-nos a perceber porque, explicando.

  2. Avatar

    Vocês até tem alguma graça, mas não podem acreditar em tudo o que o Vicente diz, ele anda a fazer bluff, sabem bem o que o PS é capaz de fazer para não largar o poleiro.

    1. Curioso

      Caro anónimo. Quem lhe disse que o que sabemos tem origem no Vicente? Desta vez o tiro foi na água… errou!

        1. Curioso

          Caro anónimo. Claro que não revelaríamos mas podemos afirmar que está enganado até porque não se trata de acreditar ou não. O que escrevemos não depende de se acreditar ou não, é um facto.

  3. Avatar

    Não sei se se refere ao facto de se ser contra a exoneração dum técnico porque ele não quis fazer facturas falsas para a TUMG? Ou refere-se ao centro educativo que tem uma candidatura já metida mas que ninguem sabe responder donde vem os 360 alunos para o encher sem fechar escolas novas? Ou se calhar do orçamento que adia para as calendas uma vez mais o que a terra precsisa ficando-se nas “obrinhas do costume” ,mesmo havendo dinheiro e capacidade de endividamento? Isto merece aprovação? aprovar isto? Não me parece.

    1. Curioso

      Caro anónimo. Não conhecemos ainda o orçamento definitivo, tal como ninguém ainda o conhece. Decidir algo sem se conhecer parece ser como por a carroça à frente dos animais.

  4. Avatar

    Parece que está a chegar o principio de qualquer coisa que não tem sido boa para nós.
    Anda tudo muito nervoso.
    Porque será?

  5. Avatar

    Isto dos passatempos tem sempre a sua piada.Tudo o que se escreve não passa disso, no entanto, sinto que algumas palavritas podem ajudar a diversão, neste caso do jogo das letras. Estou muito engraçado, dando os reais parabéns ao autor das imagens. Têm arte. No que respeita às opiniões, são o espelho do gato e do rato. Ninguém pode levar estas letrinhas a sério, pois podíamos concluir que, a bruxaria negativa tinha-se apoderado destas gentes. Também é do conhecimento do mortal que o mais irresponsável é o que inicia a sopa das letras, e por isso umas vezes está mais quentes, outras mais frias. Poderá comer-se se alguém ler a ementa e aí eu estou descansado, porque só de mil em mil anos a abordo. A História política na marinha grande disse-nos que sempre que se pretende trabalhar na política de uma forma democrática, surgem sempre os ditos cérebros a dirigir de forma única tudo o que assunto é. O sentido de independência vê-se na história social de cada e não a cada momento partidário. Existe no meio destas opiniões uma verdade conclusiva, que podemos identificar. Quando existem grupos que têm de tomar decisões, naturalmente resultarão de decisão interna. Não conseguir demonstrar que qualquer ideia apresentada para discussão saia vencedora, só pode concluir-se de duas leituras: aceita-se e continua-se, ou não se aceita e se retira. É a forma mais sensata de agir, mantendo bem clara a sua personalidade.
    Como anterior candidato à Câmara em 1977 pelo PSD, na realidade não conseguimos vereador, sendo uma verdade que nos deixa descansados. Não contribuímos para a realidade actual, estando por isso bem claro, quais foram os autores de tão brilhante situação neste concelho. Uma afirmação posso fazer “O compadrio não tinha lugar e as ideias eram analisadas em sistema democrático. Não quero alimentar estas calhandrices com demonstrações que a verdade é só deste ou daquele. Isto só se escreve porque não se identificam, mas também é caso de não ser dada qualquer importância. Vamos nessa dos meninos a brincar, não uns com os outros, pessoalmente, porque nesta terra sempre se esconderam os ditos poderosos com os menos poderosos. Encontram-se sim em locais bem escondidos, de forma a não se juntarem com a ralé. A construção de um orçamento municipal exige espírito democrático e verdade a fim de ir ao verdadeiro encontro das necessidades da população. Proporcionar-se uma vida mais alegre e equilibrada, é a OBRIGAÇÃO dos políticos escolhidos para dirigirem a vida do concelho. As maiores felicidades para todos e votos de reflexões mais sérias. Quero terminar esclarecendo o tal, que as reuniões da comissão política do partido que sou militante, PSD, são feitas na sede do partido ou em casa de cada um dos elementos, diga-se, sempre acompanhado dum agradável jantar. A todos vós o desejo de Festas Felizes e um bom Ano Novo de 2016.

    1. Curioso

      Caro Rui Verdingola. Agradecemos o que referiu quanto aos bonecos e ao autor. Ainda bem que gostou. Tentamos melhorar a cada uma que é feita.

  6. Avatar

    Caro Macaco/Curioso seja mais sério n que escreve. No dia, para defender o sentido de voto do vereador escreve que o orçamento vai conter muitas das propostas dele. Nos dias 11 e 12 escreve ainda não há orçamento e que o PSD se prepara para rejeitar o que não conhece. Em que ficamos ? Há ou não orçamento ? Ou mais grave,já há orçamento e o vereador conhece-o mas não comunicou ao partido a quem, supostamente, deve lealdade ? Se isso é verdade é grave, muito grave. E quem está mal/errado não é o partido.

    1. Curioso

      Caro anónimo. Para que perceba, não defendemos o que quer que seja que o vereador faz. O projecto de orçamento contém propostas que têm sido defendidas mas, até ontem ao final do dia, ainda não havia orçamento definitivo apesar de ser intenção manifestada do PSD votar contra (mesmo do que não conhece na totalidade). Até ontem não havia proposta definitiva de orçamento que fosse conhecida. Não existindo orçamento, parece-nos que dificilmente poderia ser comunicado! Não sabemos ainda o resultado da reunião que ontem houve no PSD.

    2. Curioso

      Caro anónimo. Acabámos de ter informação que o projecto de orçamento foi enviado aos vereadores na quarta-feira à noite. Fica assim a rectificação ao que tínhamos escrito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address