De cabelos no ar!

Categoria + Concelho, AM by Curioso1 Comentário


Very-angry-woman_3Na última Assembleia Municipal ficou-se sem perceber muito bem qual a posição que o + Concelho tem sobre o que deve ser a gestão da terra. A Elvira pareceu sair de cabelos em pé da reunião depois do que propôs ter sido criticado pelos restantes elementos da AM. É indiscutível que as Festas da Cidade foram um sucesso. Ainda assim a Elvira não deixou de criticar a forma como foram organizadas. Num concelho que não tem qualquer espécie de historial em festas, em que a actividade do concelho está centrada em meia dúzia de áreas de actuação, não se consegue entender a ideia de defender que cada ano se organizem festas “temáticas”. A história do concelho não parece permitir que se avance para um modelo desse tipo. A ideia de criar festas da cidade, ou do concelho como ela sugere, auto-sustentáveis iria traduzir-se num acréscimo de despesas para as associação e não se conseguiu perceber como poderiam elas ser realizadas sem a comparticipação da câmara. Há, no entanto, uma coisa que é impossível não concordar. O sucesso das festas assenta nas bandas que são convidadas. Sem elas as festas não seriam mais do que o que se vê acontecer nas diversas colectividades. Que acontecerá quando não houver bandas ou grupos musicais de nome, que tragam gente, e que estejam disponíveis para vir cá actuar? A ideia de criação do grupo de trabalho para preparar as próximas festas fez lembrar o que se diz: quando não quer que alguma coisa se resolva, cria uma comissão! A ideia do grupo de trabalho não apenas se traduziu na passagem de um atestado de incompetência ao Vítor e ao seu grupo de trabalho como foi mais uma forma de tentarem integrar a organização de um evento que, indiscutivelmente, dá protagonismo a quem o organiza. O facto de se notar que o + Concelho está cada vez mais desaparecido é um dos motivos que leva a que se entenda a proposta.


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Comentários

Deixe um comentário

  
Please enter an e-mail address