PCPSem categoria

pol_esquerdaForam já divulgadas as conclusões do encontro do passado Sábado do PCP. A primeira conclusão a tirar é a de que, por eles, não vai haver, para já, ruptura da coligação. Como a Cidália também afirmou isso, vamos sentir nas próximas semanas um cheiro nauseabundo provocado pela paz podre que se vai viver na câmara. Foi preciso um ano e vários meses e terem que se reunir para decidirem dar a conhecer aos munícipes o que se passa na câmara! Veremos como isso irá ser implementado! No comunicado “O Encontro apela ao envolvimento e contributo dos militantes do PCP e de todos os democratas, comprometidos com os valores de Abril, para o desenvolvimento da luta de massas pela demissão do Governo PSD/CDS pela ruptura com a política de direita e por uma política alternativa patriótica e de esquerda“. Já há muito que se conhece esse como sendo o lema do partido mas ainda não conseguimos entender em que se traduz essa política e de que modo ela poderá ser posta em prática aqui no concelho. No comunicado não é feita uma única referência ao modo como irão implementar as promessas de campanha que foram feitas.  No fundo, o que o comunicado diz é nada que não se soubesse já há muito. O comunicado deixa, no entanto, a porta aberta e o recado para o parceiro de coligação. Referem que “apesar das profundas divergências que mantivemos e mantemos com o PS no plano nacional, regional e local, sabemos honrar as nossas responsabilidades em prol da elevação da qualidade de vida do nosso concelho”. Até que ponto é possível fazer-se uma gestão e manter uma coligação reconhecendo que há “profundas divergências” com o PS?


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário