As desculpas

Categoria Álvaro, PCP, PS, Resinagem by Curioso2 Comentários


pj_camaraFomos aos arquivos buscar a capa de jornal que o Álvaro referiu na passada quinta-feira e que o deixou tão bravo. Segundo ele, é-lhe devido um pedido de desculpas. Não há dúvida que o PCP deveria ter dado a conhecer o desfecho da queixa que apresentou e, quanto ao facto de ter escondido a decisão, não deixamos de concordar com ele. Já no que diz respeito ao facto d éter sido apresentada a queixa, não conseguimos ter a mesma opinião. Alguns ainda se lembrarão da polémica que existiu quando foi feita a adjudicação da obra à Construtora do Lena. Naquela altura governava o PS de Sócrates e o Santos Silva era administrador. A câmara PS optou por entregar àquela construtora a obra e arranjou a justificação da outra proposta, mais baixa, dever ser rejeitada apenas porque tinha termos em inglês. Esses termos em inglês custaram à câmara 150.000 euros de indemnização. O assunto da Resinagem custou ainda um parecer milionário que nenhuma vantagem trouxe à câmara. A obra foi concluída com atrasos consideráveis mas, ao contrário do que aconteceu com a Casa da Cultura, nunca surgiu nenhuma proposta para que sejam aplicadas penalizações. Depois de concluída, a obra está já com defeitos que não são toleráveis e por fazer estão ainda algumas coisas no exterior, sem que na câmara haja quem pareça estar preocupado com isso. Perante tudo isto, aceitando nós que o PCP deva um pedido de desculpas aos membros do executivo do PS por terem escondido que o processo foi arquivado, ficamos à espera de saber quando é que o Álvaro e os restantes membro dos executivo do PS pedem desculpas aos munícipes por tudo o que foi gasto desnecessariamente por sua culpa!


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Comentários

  1. Avatar

    “Já no que diz respeito ao facto de ter sido apresentada a queixa, não conseguimos ter a mesma opinião.”

    Sem dúvida. Quem tiver um cargo político, e a possibilidade de tomar decisões, tem de admitir, de bom grado até, que a sua acção seja alvo de escrutínio!

    Se assim todos (população), fizessem, a “coisa” fiava mais fino…

Deixe um comentário

  
Please enter an e-mail address