IsabelJFMG

Hoje é notícia o facto de a PSP ter mandado parar uma obra que a Isabel mandou fazer. A história resume-se a muito pouco. Perante queixas dos fregueses, a Isabel não esteve com meia medidas e mandou arranjar o que estava mal. A obra foi mandada terminar por quem, pelos vistos, tem poder sobre aquela zona mas que nada faz para resolver os problemas. Independentemente de a Isabel poder ou não mandar fazer as obras naquele local, a sua actuação é digna de ser notada porque olhou primeiro para as necessidades dos que ali vivem do que para os formalismos de quem nada faz. São coisas deste género que distinguem aqueles que fazem alguma coisa e os que se limitam a mandar umas cartas para as entidades com responsabilidade. Nesta forma de agir nota-se uma diferença clara entre uns e outros políticos. A este respeito não conseguimos deixar de recordar as vezes que se ouviu o Álvaro dizer que não faz isto ou aquilo porque não quer  que lhe sejam pedidas responsabilidades. Fica claro que há os políticos que os têm, outros não! Talvez se todos fossem assim algumas coisas fossem diferentes!

Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

9 comentários

  1. A obra é na Rua do Aceiro nas Gaeiras um percurso em tout venant. Esta Rua serve cerca de meia duzia de habitantes que têm o mesmo direito que todos os outros. Rua existentes há algumas dezenas de anos, cujas construções foram autorizadas.
    Não fazem nem deixam fazer!

  2. A Isabel merece esta referência, e não é preciso dizer que tem tomates, a capacidade de trabalhar e o bom senso não é uma qualidade dos homens em particular.
    É verdade que à junta da Marinha não se exige muito porque a área de intervenção da junta confunde-se muito com a área da Câmara, dai ter menos pressão por parte da população.
    Mas o que é verdade é que ela tem sabido estar junto dessa mesma população que é das primeiras coisas que se exige a um autarca.

  3. E cumprir a Lei, não?
    Se não era da sua competência…. e mandou fazer trabalho em ‘seara alheia’… não vejo onde está a razão para tanto elogio… deveria ser da competência da Presidente saber o que é ‘seu’ o ‘território’ que tem sob sua alçada e o que não é… e, no caso, se alguma coisa devia e podia fazer era exercer, em nome dos seus fregueses, fazer chegar a quem de direito as devidas reclamações…

  4. Há uma diferença entre os que fazem e os que mandam fazer. A Isabel fez. Não podia? Não, mas fez. Com isso mostrou que o seu interesse está na defesa do interesse dos que por ali vivem e não tanto o ser politicamente correcto. Se tivessem agido assim quando foi do temporal ou das arribas por certo que alguém teria pensado que estaria a lidar com alguém firme e não apenas… como foi que o Logrado disse?

  5. Entretanto, mostrou também que desconhece quais são as sua competências… ou pelo menos as que não são!
    Dizer que agiu em defesa dos fregueses, não pode servir de desculpa.
    Porque se serve para este caso servirá também para tantos outros…

  6. Não sabemos se desconhece ou se fingiu que desconhecia. Teve o mérito de mostrar que não é por ela que as coisas não se fazem. Nós precisamos de quem faça. Num Estado em que tudo demora anos, ter alguém que mexe é digno de ser notado. O que fez poderá até ser considerado como cumprimento de função em nome de quem deveria fazer e não faz. Se isso está errado, pois que esteja.

  7. Senhores comentadores todos poderão ter razão ou não!? Mas a verdade é que aquele caminho em tout venant sempre foi reparado pela Junta! Há muitos anos há tantos que alguns comentadores nem se lembrarão! Aquilo foi apenas mais um dia de mau humor da senhora engª responsável das florestas. A Junta nada estragou, e nada fez a mais do que aquilo que sempre foi ali feito!Por favor senhores comentadores não venham agora por-se a adivinhar e fazerem-se passar por damas ofendidas! Não foi desrespeitada nenhuma lei! Nada foi danificado! Pelo contrário o que não sabem não comentem! Por haver tanta preocupação em cumprir todas as leis é que certamente já faltará pouco para por novamente as tranqueiras! A Mata está sob a jurisdição deles mas é de todos nós! E tenho a certeza que todos os marinhenses a amam muito! Muito mais que ela! Todos os que aqui estamos a comentar amamos muito a nossa mata! Porque é que nunca foi preciso pedir-lhe para reparar o caminho e agora até chamou a policia! Mulheres!!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário