CMMG

Hoje pode ler-se que a câmara ficou classificada no sétimo lugar no índice de transparência. Quem fez essa classificação foi uma organização não governamental que baseou a análise na “informação disponibilizada aos cidadãos nos seus web sites“. É sempre bom quando estas notícias surgem. Há que reconhecer que a informação que tem vindo a público é mais frequente do que há uns meses atrás. Até a disponibilização das actas das reuniões está a ser feita com uma maior proximidade da data da sua realização. O site da câmara é actualizado com maior frequência, disso não há dúvida. Há, no entanto, algo que nos parece que não foi avaliado, já que isso não pode ser feito pela informação que se retira do site da câmara. Isso tem a ver com o tempo de resposta aos munícipes. Quem vai às reuniões de câmara apercebe-se que aqueles que lá vão colocar questões são quase sempre os mesmos e as perguntas são sempre as mesmas. É frequente ouvir-se reclamações de que as respostas não são dadas, apesar de ser sempre dito que o são. De reunião para reunião, há assuntos que parecem ir-se arrastando no tempo, como que se existisse alguma esperança que o esquecimento possa ganhar. Transparência passa também por os munícipes terem resposta às dúvidas e às perguntas que vão colocando e, nessa matéria, parece-nos que se o índice de medição tivesse isso em consideração, a posição em que a câmara ficaria poderia ser claramente pior do que a que ficou. Se há transparência na informação que a câmara quer dar, naquela que os munícipes precisam de ter parece existir muita opacidade!


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário