Mais uma FAG

CuriosoCMMG, FAG9 Comentários


Este fim-de-semana começa mais uma FAG. Já lá vão 24 edições e há que reconhecer o mérito de quem tem conseguimos manter aquele evento. Para os que gostam, no sábado vai estar lá um cantor conhecido. Desta vez não haverá problemas para quem quiser assistir porque não só vai haver espaço para todos como tem sido publicitado nas ruas e não apenas para aqueles que têm internet. À mesma hora irá ter lugar na Casa da Cultura uma sessão de teatro, à borla. A realização destes dois eventos, mais ou menos à mesma hora, vem, uma vez mais, evidenciar alguma descoordenação, talvez por inexistir uma política cultural definida. A câmara deveria ajudar e potenciar um evento que comemora as bodas de prata. Em vez disso, agendou uma sessão de teatro numa clara situação de concorrência desleal. Não deverá ser fácil, para quem passa semanas a dar o litro para conseguir por em funcionamento a FAG, ver que ali ao lado a câmara irá estar a oferecer entradas para um espectáculo que lhes vai estar a tirar pessoas! Por falar na FAG, no fim-de-semana passado teve lugar uma prova desportiva à qual, pelo que tivemos conhecimento, não compareceu ninguém da câmara! Deve ter sido por ser domingo e ser dia de descanso! Pelo que nos foi transmitido, a Isabel esteve presente, mostrando a proximidade que a Junta continua a tentar manter com as pessoas que aqui vivem, ao contrário do que acontece na câmara.

Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

9 Comentário em “Mais uma FAG”

  1. Avatar

    Ok se não acontece nada cá no burgo é mau se acontecem duas coisas também é mau, etc
    Cá entre nós macaquinho que ninguém nos ouve acredita mesmo que os tipo de público se confundem?

  2. Avatar

    Ainda bem fala assim da FAG, o unico evento que tem persistido ao longo de um quarto de século, contra todos os ventos e todas as tempestades.
    Bem hajam os construtores da FAG, bem hajam por fazer tudo para a manter apesar de todas as dificuldades, de todos e tantos obstáculos que têm encontrado pelo caminho.
    Bem hajam por essa força, essa garra eu diria essa paixão.
    Pena é que a maioria dos Marinhenses achem que tem vindo a perder qualidade que já não vale a pena! É por estas e por outras que as coisas boas da nossa terra na maioria das vexes ficam pelo caminho. Porque o que se passa com a FAG é o espelho do que se passa no nosso País e no Mundo!

  3. Avatar

    Caro anónimo (das 23:02). Não sabemos se os públicos se confundem ou não. Se esse for o critério significa que se estarão a criar eventos ou espectáculos para públicos específicos o que é ainda pior. Não nos parece que caiba à câmara escolher os públicos mas organizar a agenda cultural de modo a que não haja sobreposições. Só assim se podem ajudar os que ao longo dos nos têm mantido a vida cultural da terra, mesmo quando a câmara nada fazia senão levantar paredes.

  4. Avatar

    Continuando o meu comentário das 23.02. É claro que a FAG é um acontecimento importante para a Marinha, sem sombra de duvida. Referia-me ás opções de espetáculo e apenas isso. O curioso tem uma visão distorcida da realidade social mas é importante surgirem de quando em vez alternativas culturais numa cidade. Nem todos apreciam couratos assados.

  5. Avatar

    Caro anónimo (das 23:31). É visão distorcida? É capaz! É verdade que nem todos apreciam couratos assados mas se não lhes for dada a possibilidade de os provarem, nunca ficarão a saber. Neste caso, parece-nos que as atenções deveriam estar viradas para a FAG. Mas é provável que a questão nem se coloque como pensámos. Afinal, a divulgação que a câmara continua a fazer é tão má que provavelmente poucos serão os que sabem que vai haver teatro. Quem passa na rotunda, ainda vê lá o cartaz da inauguração, um mês depois! Só mesmo por milagre alguém sabe do que se passa por aqueles lados.

  6. Avatar

    Nesse aspeto da divulgação sou obrigado a concordar com o curioso, os rapazes lá do sitio ainda não se habituaram a tantas dinâmicas assim de repente.

    *o anonimo das 23.02

  7. Avatar

    Então mas a FAG não é só um dia, não podem ir no sábado porque vão ver o Toy vão à FAG noutro dia. Não entendo qual é o problema de existir mais do que uma atividade cultural no mesmo dia. Somos mais de 30.000 habitantes não acha que há gente que chegue para os dois?

    Bom era ser assim todos os fins de semana, várias coisas a acontecer, várias alternativas para vários gostos e várias carteiras.

  8. Avatar

    Não fui lá este ano, mas nos anos anteriores os pratos dos restasurantes não tinham nada a ver com a nossa gastronomia.
    São empresas que de fora para servir pratos banais.

    Já era hora de evoluirem o modelo. Possiverlemete a palavra evoluir não se adequa muiito a determin ada tipo de pessoas que pararam no tempo.

  9. Avatar

    Caro comentador do dia 30 de Novembro às 18.53, terá porventura alguma noção do acabou de afirmar!? Está azedo com alguma coisa!? Está azedo ou despeitado com a FAG ou com quem a organiza!? Empresas de fora servir comida!? Onde é que lhe dói?
    Claro que são restaurantes de fora das mais diversas zonas do nosso País! Sabe porventura o que significa a palavra gastrononia? Ó meu caro(a) de certeza que lhe está a doer em algum lado! Ou então não sabe onde anda? è por estas e por outras que a Marinha não passa da cepa torta! Lamento que na minha terra habitem tantos imbecis!

Deixar uma resposta