CMMGIvima

Quando hoje dávamos volta aos arquivos de imagens, apareceu-nos esta que data de 1918. Longe vão os tempos em que aquele edifício era da Companhia Nacional e Nova Fábrica de Vidros da Marinha Grande, mais tarde Companhia Vidreira Portuguesa. Hoje ele está entregue à câmara e, apesar de se falar que lá irá ser instalado um espaço para acolher crianças, a verdade é que os meses vão passando e nada acontece. Sabemos que alguns destacados dirigentes do PS local foram sempre contra aquela ideia mas, agora que já está na posse da câmara há tantos meses, qual a razão de nunca mais se ter falado no assunto? Um pouco como aqueles assuntos em que há a esperança que ninguém se lembre deles para que não peçam explicações, assim está este assunto. As instalações lá vão estando ocupadas com alguma coisa mas muito longe do que foi prometido. Será esta mais uma promessa que voltará a ser falada apenas quando se estiver próximo das eleições?
Imagem não editada

Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

6 comentários

  1. Caro anónimo (das 21:38). O seu comentário não apenas demonstra um desconhecimento da história da nossa terra como uma falta de respeito pelo muitos vidreiros que ali trabalharam. A culpa não é sua. Ignorância pelo que é a nossa história é algo que é comum a muita gente.

  2. A CMMG, há mais de 20 anos que praticamente é uma organização que se limita a receber impostos e a pagar salários. Não tivemos sorte nas pessoas que estão (estiveram) à frente da CMMG. Não há uma verdadeira gestão autárquica, há uma gestão de meios. Fracos, muito fracos! E ainda por cima mentirosos…

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário