CMMGOP

Desta vez não se pode dizer que não foi anunciado com tempo, ainda que sempre pelos mesmos meios, o início da discussão do Orçamento Participativo. A câmara até já tem uma página destinada a esse fim. Até estranhamos tanta eficiência mas não nos podemos queixar desta vez. Vamos aguardar para ver o que vai acontecer, se vão ou não surgir propostas onde possam ser gastos os cem mil euros que lhe estão destinados. Há, no entanto, uma coisa que não conseguimos entender mas que por certo deve ter alguma razão (ainda que não a consigamos encontrar). Pelo que lemos, os cem mil euros que irão ser aplicados serão em projectos que os próprios munícipes irão escolher, não estando limitados esses investimentos apenas à freguesia da Marinha. Ficámos com a ideia que as assembleias iriam ter lugar um pouco por todas as freguesias, até para permitir que exista uma participação de todos. Pelo que está calendarizado não irá ser assim. Ainda poderia ter a justificação de que as assembleias iriam ter todas lugar no edifício da câmara e, por esse motivo, iria ficar tudo centralizado num único local. Não irá ser assim! As assembleias irão ter lugar na Biblioteca e na Resinagem. Porque não serem feitas também assembleias ou reuniões nas freguesias da Vieira e da Moita? Parece-nos que desse modo poderia ser conseguida uma maior participação, permitindo que todos os que possam ter interesse em participar neste novo conceito que irá ser implementado no concelho não fiquem limitados por questões de mobilidade.

Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

11 comentários

  1. Dispersar não interessa, quanto menos forem melhor, mais fácil será o surgimento/ascensão/aprovação das ideias dos amigos e comparsas.

  2. Uma sugestão – TERMINAL RODOVIARIO (equipamento público) no parque de estacionamento ao lado do Centro Comercial Lumar.

  3. Mais uma sugestão – CASA DA MÚSICA (equipamento público) junto do Arquivo Municipal (instalações em ruinas da antiga FEIS).

  4. A Moita e a Vieira não devem pertencer ao município da Marinha… São sempre tão diligentes a ir às coletividades e agora esqueceram-se delas….Deve ser para o povo que vive em volta da Resinagem e da biblioteca lá ir… Miséria franciscana!!!! Mas é o que desejavam tanto o PS como a CDU. Estão bem um para o outro. Todos temos o que merecemos…. A política da Marinha é esta …

  5. Se cada munícipe em média pagar ,directa ou indirectamente, 500 euros por ano para a câmara e junta, devia pelo menos ter voto em 50% desse valor.
    25% para as despesas administrativas.
    25% a decidir pelas assembleias
    50% a decidir pelo cidadão
    Se é ele, cidadão, quem paga, se é ele o cliente, consumidor, parece razoável que também devia ser ele a decidir onde deviam ser aplicados os 50% da sua parte.

  6. Lemos agora que a câmara disponibiliza transporte gratuito para quem vive fora da sede de concelho, devendo os munícipes interessados apanhar o transporte nos seguintes locais:
    Moita (Junta de Freguesia): 20h30
    Vieira de Leiria – Largo da República: 20h30
    Pilado (Sociedade Desportiva e Recreativa Pilado e Escoura): 20h45
    Garcia (Clube Desportivo da Garcia): 20h50

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário