Beco sem saída

CuriosoCMMG, JFMG7 Comentários


Poucas serão as pessoas que não estiveram já num beco sem saída. Estar-se perante uma situação em que não se têm qualquer alternativa é sempre mau. Pior é quando se vive num! Tivemos conhecimento que existem munícipes que vivem num beco sem saída e em relação ao qual parece existir esquecimento por parte da Junta e da Câmara. Na Rua dos Pires, numa paralela à estrada para S. Pedro, o esquecimento parece ter-se instalado. Quem ali passa sente que está a entrar num mundo à parte. O matagal que ali existe é apenas comparável ao que se encontra em algumas zonas da mata e, pelo que conseguimos saber, apesar dos pedidos que têm sido feitos, ninguém parece importar-se. Da Junta à Câmara a conversa tem sido a mesma e as promessas parecem ser a cartilha por onde todos aprenderam. Acreditamos que, sendo um beco sem saída, longe da vista dos que passam, possa ser fácil esquecer que ali também vivem munícipes que precisam e merecem alguma atenção. Quando se vê em alguns locais funcionários a trabalhar e outros de mãos nos bolsos questionamo-nos se estes não poderiam ir até ali fazer alguma coisa, evitando que possam ocorrer de novo situações como as que já tivemos conhecimento. Depois da justificação que o Álvaro deu para o corte das árvores junto ao cemitério, acreditamos que os munícipes que ali habitam não se importariam de ver por ali uma ou outra prostituta. Seria a forma de alguém se lembrar que aquele beco existe e mandarem ali ser cortado o matagal que por ali prolifera! Uma coisa os munícipes que ali moram podem ter a certeza: quando chegar perto das eleições alguém ali irá fazer mais promessas!

Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

7 Comentário em “Beco sem saída”

  1. Avatar

    Como existem mais ruas na mesma situação ,quer dizer que não se tem o direito a reclamar???? e ….já se reclama há muito ,muito tempo (anos) desta situação nesta rua …inclusive têem havido incêndios por falta de limpeza dos matos …já sem falar nos buracos(crateras existentes ,pois esta rua nunca levou um tapete de alcatrão …vieram aqui espalhar meia dúzia de pázadas de gravilha que ainda piora a situação !!! nós moradores não culpamos ninguém em particular ,mas TODOS os que têem passado pla camara e junta plo abandono a que fomos votados ! BALHAMEDEUS !!! será que não somos (GENTE ) como os outros ???

  2. Avatar

    A CMMG vai dizer que isso é da total responsabilidade da JFMG e vice-versa.
    Mais do mesmo!! TODOS IGUAIS.

  3. Avatar

    Pois e enquanto o pau vai e vem …folgam as costas ! entretanto existem becos muito mais pequenos e com menos habitantes que foram alcatroados mesmo até á entrada das garagens dos proprietários e dentro dessas mesmas propriedades …e quem pagou???????? MISTÉRIOS !!! Isto faz-me pensar …será que os animais serão mesmo todos iguais ?????? ou….haverá alguns que serão mais iguais do que os outros ??

  4. Avatar

    Pelo que tivemos agora conhecimento, hoje já cortaram o mato que existia naquele beco. Parece que os moradores começam a não estar num beco tão sem saída. É bom sabermos que há quem preste atenção aos problemas que vão sendo dado a conhecer. Ficamos contentes em saber que alguma coisa está a ser feita e há que reconhecer que não demorou muito desde que o assunto foi trazido ao de cima. Afinal, até nem custa muito e dá para perceber que há quem veja as “criticas” como um alerta para o que está mal e não apenas como um “bota abaixo” como alguns pretendem fazer crer.

    1. Avatar

      Ainda bem que finalmente fizeram alguma coisa …agora resta esperar que acabem o que começaram e que os moradores não venham a dizer que puseram os foguetes antes da festa !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address