Ainda à espera

Categoria Bombeiros, CMMG by Curioso6 Comentários


O ano passado foi assim, com direito a fotografia e tudo. Em Março o protocolo era assinado e todos sabiam que iria durar até ao final do ano. Parece que se esqueceram-se que no dia 1 de Janeiro os problemas iriam continuar e a necessidade dos serviços que eram prestados pelas duas corporações iriam continuar a ter que ser prestados. Amanhã irão a reunião os protocolos que deverão ser feitos com os bombeiros. Já aqui fizemos referência a isso mas nunca é demais voltar ao tema. Temos imensa dificuldade em conseguir entender como é possível que não seja tudo previsto, ainda mais quando o Álvaro foi presidente da associação e sabe bem as dificuldades com que eles vivem, de modo a que os programas não sejam levados a discussão meses depois do início do ano. Claro que o conhecimento das dificuldades foi no passado e agora, como já está numa presidência diferentenaquela que há muitos anos ambiciona ter e para a qual até imaginou, com anos de antecedência, os pingentes para o candeeiro da sala que iria ocupar -, poderá ter esquecido! Este esquecimento de que as verbas que a câmara deveria transferir deveriam sê-lo desde o inicio do ano; que os serviços de ginástica que prestam ao município deveriam ser pagos e que até agora estão a sê-lo à borla; que as ambulâncias não andam com ar nos depósitos levou mesmo a que o Leonel tivesse voltado costas ao Álvaro, deixando-o a falar sozinho numa das reuniões. Não deixa de ser curioso que, não tendo os bombeiros recebido qualquer verba da câmara este ano, ainda assim não tenham deixado de socorrer um membro do executivo camarário quando se sentiu mal! Se estivessem dependentes do que a câmara lhes dá para poderem prestar auxilio, ainda hoje a João estaria à espera de assistência. Ironias da vida!

Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Comentários

  1. Avatar

    Pelo que conseguimos apurar, o apoio a ser concedido será de 140.000 euros para os bombeiros da Marinha e 50.000 euros para os da Vieira.

  2. Avatar

    Que se saiba, os bombeiros nunca deixaram de socorrer quem deles necessita, por mais graves que fossem as dificuldades económicas. É pela sua disponibilidade e voluntarismo, sempre presentes, que as populações muito os estimam e consideram. É de lamentar, pelo que parece, que os responsáveis pela governação autárquica os tratem como “assunto menor”.
    UCA

  3. Avatar

    Não têm dinheiro … gastaram-no todo nas magnólias…. Ironia do destino!

    1. Avatar

      A câmara com a madeira que conseguiu aproveitar das árvores que cortou vai aproveitar para arranjar as camaratas dos bombeiros. Podia ter sido esta a justificação em vez das prostitutas.

    2. Avatar

      Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    3. Avatar

      Sendo um executivo cujo forte não é a inteligência, a começar pela mentalidade de … do Álvaro, é fácil perceber o esbanjamento de dinheiro em magnólias, que chegam a custar centenas de euros(dizem). Daí, haver dificuldades financeiras para coisas mais prioritárias, como é o caso dos Bombeiros e não só.
      Um Concelho governado por gente desta não pode ir longe. É vê-los a fazer coisas sem pés nem cabeça, sem dar explicações aos munícipes, colocando-os perante factos consumados, como foi o caso do corte das árvores e agora a plantação de magnólias. Quanto à madeira das árvores cortadas, também ninguém sabe onde está, ou se foi vendida e quanto rendeu. Negócios estranhos…
      uca

Deixe um comentário

  
Please enter an e-mail address