JPPVidalVieira

Hoje lemos algo que nos deixou intrigados. Não passamos todos os dias na Praia da Vieira mas temos a sensação de que por ali há ainda algumas coisas que faltam ser feitas. Claro que é apenas a nossa opinião e a de alguns que lá moram. Essa não é a opinião do Pedrosa! Pelo que lemos, ele acha que ali, na Praia, já nada falta, já têm tudo. Falta só mesmo fazer a torre Eiffel! O Pedrosa disse que “mas o que é que há mais para fazer na Praia a torre efeil? tem uma marginal arranjada, escola boa, cinema, uma ponto nova em construção, as pessoas pagam a água mais barata, o IMI mais barato, etc, etc, não sei o que lá falta fazer“. A julgar por aquilo que está dito pelo deputado, acreditamos que nestes quatro anos que se aproximam a Junta da Vieira não terá que ali gastar um cêntimo. Bom, se seguirem o conselho do Pedrosa, poderão é dar início às negociações com o Governo Francês para que possam trazer para cá a torre! Já que nada foi feito para divulgar o prato que foi considerado uma das sete maravilhas, pode ser que a vinda de um dos mais famosos monumentos possa despertar o interesse que a Junta e a autarquia não sentiu existir para a divulgação daquela maravilha! Deve ter sido por causa deste tipo de afirmações que o PS perdeu, pela primeira vez, as eleições na Praia e que levou o Vidal a achar que os da Praia eram uns ingratos por não lhe terem dado a vitória. Será que não terão pensado que isso pode ter a ver com o facto de eles acharem que tudo está feito e os fregueses não?! Já estamos mais ou menos habituados a saírem dali algumas afirmações descabidas mas não pensámos que chegassem ao ponto de um habitante da terra, com ligações ao poder, conseguir afirmar que numa das localidades já nada há para fazer. Bastar-se-á apenas com o que existe? Este tipo de afirmações, vindas de quem tem um lugar de responsabilidade na governação local, já que é deputado, e no país, onde também é deputado, que considera que nada mais é necessário leva-nos a temer pelo futuro


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

6 comentários

  1. Não acho que a Torre Eiffel seja apropriada para a Praia por causa da maresia. Só se for numa versão de plástico. Mas compreendo a angústia do João Paulo e também o desabafo do Quim Vidal. Quem não se sente, não é filho de boa gente, diz-se por cá. E a Praia, tendo ainda alguns problemas para resolver, tem tido dotações de investimento muito superiores aos outros lugares da freguesia, fala-se em 2/3 do orçamento total. Muitas das despesas que a Câmara e a Junta lá suportam correntemente para manter alguma dignidade, não são da sua responsabilidade. Já no que toca às despesas que legal e moralmente deveriam ser suportadas por concessionários, comerciantes, capitania, etc., são raras as excepções em que acontecem. Veja-se a limpeza das áreas concessionadas, o estado dos estrados dos acessos com pregos ameaçadores e tábuas soltas há anos, que são colocados no início da época e nunca mais são ajeitados. O lixo e detritos no espaço envolvente dos bares de algumas concessões, que nunca é limpo. O cheiro nauseabundo da lota a caminho do areal, sobretudo desde que cada companha tem um contador de água. O que descrevi não tapa os buracos em algumas ruas, não repara os passeios danificados, não endireita e ilumina os candeeiros danificados pelo temporal, nem agiliza a recolha de lixo. Esses sim, são problemas que a autarquia deveria resolver e para esses terá que haver investimento.

  2. Este comentário só podia ter vindo deste rapazinho. Tem tanto de altura como de falta de sentido democrático. O que diria ele se tivesse perdido a junta da vieira ou até mesmo a CMMG? Se calhar diria: “já têm tudo que só faltava colocar o saneamento as circulares a piscina e o mercado!”

  3. e falta, talvez o principal que coloque a Praia da Vieira e a Vila de Vieira de Leiria no mapa Turistico de Portugal.
    Falta actividade cultural e desportiva que faça com que as pessoas sintam que vale a pena voltar a passar as suas férias na Praia, que faça com que as pessoas se sintam atraidas a ir à Vieira de proposito para assistir a um bom espectaculo ou a uma prova de desporto que sej digna desse nome, que as faça a almoçar e jantar e quiça pernoitar. É isso que faz falta, trazer a dinamica que torne a Praia da Vieira u destino apetecivel. Ms isto só quem tem visão estratégica e quem entender o Turismo como uma das actividades economicas emergentes. Sem ter esta visão, nunca a Praia da Vieira poderá florescer, crescer, desenvolver-se. E muito menos as suas gentes.
    Dizer que a gente da praia deve querer uma torre eiffel e apontar as restantes coisas como um privilégio haverem, é o mesmo que dizer que quem só tem pao e agua para comer se deve sentir um priviligiado porque, precisamente já tem algo para comer.
    A afirmação foi muito infeliz , a de um que chamou ingratos às gentes da praia que lutam para que a Praia não morra e o outro foi uma afirmação de uma crueldade atroz por ser tão reductora da terra que o viu nascer.
    A prepotencia é como uma doença de pele, leva anos e talvez muitos tombos até se perder, e estes senhores sofreram já o primeiro, talvez um futuro proximo lhes traga o segundo.
    Os cordeiros estão, finalmente após estes ultimos meses de campanha eleitoral, a despir a pele postiça e começa a aparecer, novamente, a pele dos lobos arrogantes e prepotentes, que na verdade são.
    Humildade precisa-se.

  4. Ficamos com a certeza de que o sr. João Paulo pedrosa não precisará de sair daqui nas suas férias. Afinal,a praia da vieira tem tudo o que se pode desejar…! Nós, os ingratos é que vamos por esse portugal fora ver e experimentar o que não devíamos…e depois ficamos mal habituados.

  5. Esses dois são uns ingratos. Estão sempre a falar mal das pessoas. Depois ficam muito admirados de serem vaiados (como aconteceu no sábado antes das eleições) no Mercado da Vieira.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário