Cavaco fala mais logo

CuriosoÁlvaro, Cavaco, Seguro12 Comentários


Cavaco vai dirigir-se logo ao país para dizer de que modo ele vê a solução para o problema que a semana passada foi criado pelos miúdos que governam o país. Não prevemos grandes novidades e acreditamos que ele irá aceitar a proposta de continuar a permitir que os dois miúdos que andam a governar o país continuem por lá. O cenário de eleições antecipadas, apesar do Seguro as reclamar, também não interessa ao PS. Pelo que sabemos, os históricos do PS também não vêem no Seguro uma solução e preferem que este governo continue durante mais algum tempo até que tenham eles tempo para arranjar alguém com carisma e alguma competência. Acreditamos que a Maria tenha ido aconselhar-se a Fátima para ajudar o Cavaco a tomar a decisão e que logo o seu discurso vá ser mais do mesmo. Sexta-feira quando o Seguro aí aparecer na terra virá ainda com aquela sua cara de “betinho”, falar do que não sabe. Até hoje ainda não o vimos rodear-se de pessoas que mostrem ter capacidade e competência para governar o país pelo que contamos ir encontrá-lo acompanhado dos mesmos. Daqueles que, por terem também falta de competência, vêm nele uma solução. Há dias estávamos acompanhados de um dos históricos do partido que afirmou “vamos deixar o To-Zé (Seguro, que é como ele é tratado pelos seus camaradas) estar lá mais um tempo até o Passos cair e essa altura já teremos uma solução“. Temos curiosidade para saber se, quando na sexta o Álvaro se derreter em sorrisos para receber o líder (mas pouco) do seu partido, ele irá estar a pensar no que se vai falando nos corredores do seu partido!

Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

12 Comentário em “Cavaco fala mais logo”

  1. Avatar

    Fica claro que os aconselhamentos de Fátima não foram suficientes. Cavaco conduziu o país para uma solução que não é solução. Como esperar que três incompetentes consigam r a um entendimento!

  2. Avatar

    “Finalmente temos Presidente”
    “O subdirector da SIC Notícias, José Gomes Ferreira, aplaudiu ontem na antena daquele canal televisivo, a intervenção do Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, que apelou a um “compromisso de salvação nacional” que vincule os três partidos que subscreveram o memorando da troika, em 2011.”
    Concordo 100% com o José Gomes Ferreira. O PS não deve colocar o “rabinho” fora da presente situação. Não se podem esquecer que foram eles que colocaram o pais dependente de um memorando com a Troika.
    Tal foi já tinha acontecido no passado com Mário Soares (com o FMI).
    E mais, que alternativas existem, se formos a votos, como alguns tanto desejam.
    Não queiram cair na mesma asneira em que caiu a Grécia.

  3. Avatar

    “Finalmente temos Presidente”
    Que raio. Eu sei que tenho limitações quando comparado com alguns analistas políticos encartados, como José Gomes Ferreira, mas sei, de certeza feita, fazer contas de somar e também sei, porque fui um bom aluno a português, interpretar os discursos do sr. Cavaco, desde o da tomada de posse na segunda legislatura de José Sócrates, até ao das comemorações do 25 de Abril.
    O que ele disse em 2011, caucionou a queda do Governo, numa altura em que o PEC IV tinha merecido incondicional apoio do BCE e da Comissão presidida por Durão Barroso, precisamente quando os juros da dívida pública galopavam até aos 7%, não me parecendo que isso tivesse merecido da personagem, o mínimo decoro ou revelasse a mais pequena preocupação com a estabilidade governativa.
    Abriu assim caminho a um Governo presidido por um ex-jota, sem experiência de vida e sem estofo político, que cavalgou a onda e negou, a pés juntos, que iria cortar salários, subsídios, pensões, feriados, aumentar o horário de trabalho, diminuir as férias, liberalizar os despedimentos, despedir funcionários, etc., tendo prometido que lhe bastaria cortar as gorduras e inverter a política despesista de José Sócrates.
    Temos assim um Governo sem legitimidade democrática, porque governa contra o povo a quem mentiu, um Governo que Cavaco agora colocou a prazo, porque lhe fixou o período de validade até Julho de 2014 e, mais importante do que tudo, é um governo que dispõe de uma maioria clara no Parlamento e não se percebe, porque é que o Sr. Cavaco, mais os seus super dotados conselheiros, não conseguem, dentro do quadro constitucional, definir um programa claro e uma estratégia eficaz, que nos tire desta queda para a miséria para onde nos conduzem há dois anos.
    O que é que os impede. Assumam as suas responsabilidades e deixem a oposição desempenhar o papel que lhe cabe, aqui, em Portugal, como em qualquer outro País com uma democracia adulta. Se não sabem, é assim que funcionam os regimes democráticos. Quem ganha governa, quem está na oposição escrutina o Governo e propõe medidas alternativas.

    1. Avatar

      Caro A. Constâncio. A nossa opinião sobre o Cavaco já várias vezes a expressamos e não vamos repetir. Depois do muito que já hoje lemos, sem que haja uma opinião maioritária sobre o que ele fez, não terá sido esta uma forma de demonstrar, sem o dizer directamente, que também ele não confia no ex-jota Seguro e não queira correr o risco de por o país nas suas mãos? Não será esta a forma de empurrar os três, Passos, Portas e Seguro, para um beco sem saída que leve à sua queda simultânea?

    2. Avatar

      Francamente, já irrita a conversa dos comunistas e ex-comunistas sobre DEMOCRACIA. Claro que nada sabem sobre a mnesma, pois o seu Partido defende Regimes totalitários. Só são democratas quando vencem. Nunca aceitam a derrota.

      Eu explico: DEMOCRACIA é quando alguém é eleito maioritariamente através do voto do POVO e deve cumprir o seu mandato até ao fim.

      Falta de legitimidade têm o palhaço da CGTP, que passa a vida a pedir a queda do Governo, o palhaço da Fenprof, pela mesma razão e muitos outros palhaços, que nos brindam (quase diariamente) com as suas opiniões e “sabedoria”.

      “O Povo é quem mais ordena” – já se esqueceram ?
      Mas manifesta-se através do voto. Aí é que se decide que governa, não “na rua”. Os décibeis, normalmente, são inversamente proporcionais à razão.

    3. Avatar

      Muito bem, mas ganhar eleições na base do logro, também não é democrático. As pessoas estavam no purgatório e disseram-lhes que era por incompetencia do pastor. Prometeram-lhe que acabavam as punições, porque o Povo não era assim tão pecador e o que se seguiu? Ainda mais incompetencia, ainda mais teimosia gratuita, ainda mais sacrificios para os mesmos do costume, ainda mais desespero, ainda mais destruição, ainda mais humilhações,defendendo sempre a ideia de que para o Povo ficar bem tem que sofrer sacrifícios, porque é preciso que o sistema económico e financeiro não falhe, que o capital não fuja e que mantenha aqui os previlégios e rendimentos que teria em qualquer país mais competitivo. Quanta destruição da economia, quanto desemprego, quantas falências, quantas famílias destroçadas, quantos suicídios mais, serão necessários para que a democracia funcione ou se parem à força estes sangue-sugas do Povo? Não é para isso que deveriamos ter um Presidente eleito por sufrágio universal? Como foi possível que tenha sido Cavaco Silva o nosso provedor?

  4. Avatar

    Sem legitimidade democrática? Então? E o Sócrates o que esteve lá a fazer? Não governou contra o povo? Não levou o pais à falência?
    Porque não falou assim no passado? Estes mentiram e os outros? Foram o quê? Acha que as eleições antecipadas vão resolver os problemas dos desempregados, dos pobres, dos comerciantes, dos industriais, dos funcionários públicos? Da economia?
    Que oposição? Que propostas alternativas? ….bem espremido, nada temos!

  5. Avatar

    Pronto. Lá voltamos nós a D. Afonso Henriques, o tal que bateu na mãe e nos começou logo a endividar com aquela doideira de arregimentar tropas para combater os serracenos. Endividou-se, mas alargou as n/ fronteiras do Minho ao Algarve. Se calhar não foi bem assim. Eu não sou bom a história, mas que ele teve culpas na situação atual, como o Socras, lá isso teve.

  6. Avatar

    Desculpem. Escapou-me.
    O Socras também é culpado da crise da Grécia, de Chipre, da Irlanda, da Espanha, da Itália, da França e da falência do Lheman Brothers, um dos maiores bancos dos States. Os sub-prime também foram invenção dele.
    Claro está, que também é ele, por telepatia, que comanda a política económica deste Governo e é responsável por UM MILHÃO de desempregados, por uma dívida que não pára de crescer e já vai em cerca de 200 MIL MILHÕES, bem como de um défice de 10,6%.
    O homem está em todas, logo a culpa é dele. Do Passos & Portas, SA. é que nem pensar.

    1. Avatar

      O homem é um santo.

      Porque não fazer-lhe uma estátua ?

      Mas rasteirinha porque eu também quero ser pombo.

      Irra ….. não há pachorra.

  7. Avatar

    Santo? Nem pensar.
    Santo é o PC (não é esse que estão a pensar) é mesmo o Passos Coelho.
    Boa figura, bem falante, voz de tenor, santo homem. A santa Merkel lhe dê muitos e bons anos de vida.

Deixar uma resposta