Escolhas difíceis de perceber

CuriosoPCP32 Comentários


Apesar dos partidos andarem ainda à procura de terem quem possam indicar para os diferentes lugares, há nomes que começam a aparecer. Há uns dias soube-se que para integrar a lista para a Assembleia Municipal o PCP irá indicar o Hélder. É provável que a escolha seja decorrente da ideia de colocarem nomes novos na lista mas temos dúvidas quanto à escolha e de que modo conseguirá ser um candidato que leve consigo muitos votos. Para tentarmos saber mais quem é, demos uma vista de olhos no que tem no seu perfil do Facebook (ainda acessível) e, depois do que vimos, ficámos com uma dúvida: caso seja eleito, conseguirá mudar o regimento da assembleia para que seja possível usar chapéu nas sessões? Até entendemos que haja quem seja um “espírito liberal” e que ache que há coisas que ficam bem, mas cairão bem junto dos eleitores alguns comportamentos? Verão os eleitores com bons olhos esta escolha? Temos sérias dúvidas! Tivemos também conhecimento que para a Junta da Moita estará pensado o António. Para muitos desconhecido, é também, se se vier a confirmar a sua candidatura, uma escolha que deixa algumas dúvidas. Cremos que será, mais uma vez, uma opção assente no principio da renovação mas parece-nos que, se a renovação é boa e necessária, ela não deverá ser feita a qualquer preço. Diz o povo que “da tenda sabe o tendeiro” e colocar numa freguesia alguém que não seja de lá é cair no erro de querer aprender a nadar por um livro! Ainda sem que se tenha conhecimento de todos os nomes, há escolhas que são difíceis de perceber!


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

32 Comentário em “Escolhas difíceis de perceber”

  1. Avatar

    São escolhas que não se entendem mesmo. A ideia de renovação que o partido comunista quer passar está a ir pelos caminhos errados.

  2. Avatar

    Isto é que vai uma molenga.
    Atão nã é que o Arnaldo Matos e o Norbertro tamém usem chapéu. Qual é o mal?
    E atão nã é que o alvaro martins tamém nã é da Moita. Qual a molenga?
    Macacão implicador.

  3. Avatar

    O António para a Moita! Ui, já não voto CDU. É um arrogante que não é de cá. A CDU perde uma grande oportunidade de ouro e escolhe uma derrota humilhante. Eu aviso. Meus caros da CDU, não conhecem o que é a vontade dos moitenses, oscultem primeiro e decidam depois.

  4. Avatar

    Oh anónimo das 22:20 vê-se logo qual é a tua filiação partidária…mas descansa que a tua campanha não influencia ninguém.

  5. Avatar

    É cá ná uso chapéu, só uso cuecas de gola alta, calhando elas vão pensar e decidir por mim…
    ó Curioso, não esperava isto de ti, então o uso do chapéu é que mostra a competência ou dinâmica da pessoa??? Caramba, há um comentador de economia das rádios e TV’s que até usa lacinho, que tem a ver o O com as calças??? Essa não Curioso! É baixar demasiado o nível da critica.

    1. Avatar

      Caro anónimo. Não pode confundir ou tentar deturpar o que escrevemos. Nada temos contra chapéus. A forma como cada um se comporta é que diz muito sobre o que a pessoa é. Cada um usa o que quer. Tem é que saber como o fazer. A postura de cada um revela o que cada um é.

  6. Avatar

    Concordo com o curioso.
    As regras de educação dizem que não se usa chapeu a mesa…
    O jovem vai responder, mas eu não quer saber das regras de educação nem das condutas socias!.
    Pois isso é aceitável para jovens rebeldes, que até têm a vantagem de ir agitando os hábitos instalados.
    Não é de alguém que pode vir a ocupar um cargo politico/publico.
    Não podemos dizer que não concordamos com as regras só quando isso nos dá jeito.
    Ou será que concordam com a decisão de não pagar os subsídios só porque lhes apeteceu indo contra todas as regras?

    1. Avatar

      Há quem confunda irreverência com falta de educação.
      Se a primeira se conquista e perde com a idade, a segunda ou se tem ou não se tem.
      Que belo deputado municipal o PCP quer lá colocar. Assim não vão lá.

  7. Avatar

    Está mais que visto que estes dirigentes locais do PC estão a gozar com a malta! Gente nova sim! Mas é esta a gente nova que eles têm? Então e os outros que eles têm e que não são velhos já foram postos a andar? a isto chama-se andar completamente desorientado1 Com tanta renovação, ainda vão acabar como no leste em que derreteram tudo o que tinham construído. Alguém pode confiar de facto nestes tipos de lideranças e de renovações?

  8. Avatar

    Depois de terem proposto o Victor em Vez do Tojeira, já não me admiro com nada do que possam propor! A mim não me vão enganar!

    1. Avatar

      O problema não está no chapéu! O problema de um está nos traumas do … e dos … e do outro na falta de chá e de categoria…
      Estamos mal!

  9. Avatar

    Boa noite calhandreiras,
    os meus parabéns a quem escolheu o nome do blog. Acenta que nem uma luva.
    Definição de calhandrice: Atitude de quem gosta de intrigas ou de boatos = BISBILHOTICE, COSCUVILHICE, MEXERIQUICE
    Em suma, um blog sem credibilidade, feito por pessoas que se escondem atrás de comentários destrutivos para denegrirem arrogantemente a imagem das pessoas e a do PCP.
    Comentários ocos e maliciosos de uma calhandreira genuina. Maledicência primária!
    Só pode ser obra de pessoal de outra filiação partidária para minar o PCP

    1. Avatar

      Caro anónimo. Escrevemos alguma coisa que seja mentira? Temos opinião e expressamo-la. Se não é do seu agrado e acha que não está correcta sentirá o mesmo que nós em relação às escolhas que referimos.

    2. Avatar

      Caro Curioso, fiz uma analise objectiva do li.
      Efectivamente as pessoas são livres de ter as suas opiniões e manifestá-las. Nem todas as pessoas têm a mesma ideologia por isso é que vocês são de uma filiação partidária diferente da minha!
      Agora lamento mas as vossas opiniões não são do meu agrado nem deixam se ser, os comentários que li não são opiniões que acrescentem valor, são me indiferentes. Denota-se perfeitamente que estão estruturadas para atingir o mesmo fim … o de denegrir que até roçam o preconceito …. um é porque usa chapéu o outro é porque não é de cá …
      Bom nem vou perder mais tempo.
      Boa noite!!

    3. Avatar

      Caro anónimo. Não temos qualquer preconceito. Trata-se de escolher quem nos possa representar e possa decidir o futuro da terra. Temos a nossa opinião e, goste ou não, é ela que levaremos para o dia das eleições.

  10. Avatar

    Mas agora uma pessoa para ser político tem de andar de fato e gravatinha? Deixem o homem usar chapéu… ou faz-vos tanta comichão?

    1. Avatar

      Caro anónimo. Cada um usa o que quer. Sujeita-se é a ser avaliado por isso. Quem concorre a certos lugares tem também que pensar no que outros pensam. São esses quem, no fim, votam.

  11. Avatar

    o SR. Curioso (Macaco) é o mais cobarde que existe na Marinha Grande. Um dia vou tira-lhe essa mascara, os marinhenses vão saber quem escreve neste blog de baixo nível, com personagem de curioso ” macaco”.Não demora muito. Esta quase. Cobarde.

    1. Avatar

      Caro anónimo. São vários os que escrevem. Ainda assim, apreciamos a reacção que teve ao que escrevemos. Permite-nos avaliar ainda melhor os intervenientes políticos locais.

    2. Avatar

      Ora aí está uma reacção própria de alguém que não deve estar na politica. Bem aja Curioso por permitir que eles se revelem e mostrem que não servem para a Marinha.

  12. Avatar

    Caro anónimo das 21.22. Não entendemos o seu comentário daí não tenha sido aprovado. Os comentários deverão ser feitos de modo a serem entendidos por todos e não apenas por quem os escreve.

  13. Avatar

    olá macaco só publicas o que te interessa? gostava de saber quais são os teus ideais,são do passos ou seguro morre sem chegar a velho?

  14. Avatar

    Pelo nível dos dois últimos comentários percebe-se a origem. Deve ser do mesmo que numa reunião quase quis bater no Paulo por discordar dele.
    São indiscutivelmente péssimas escolhas.

  15. Avatar

    Analisar as pessoas a partir do uso de chapéu ou da sua naturalidade, é um critério parcial, tendencioso e discriminatório, que vale zero. Que não pode ser usado na análise comportamental de gente com bafo alcoólico numa conversa telefónica ou não se vê em gente bem vestida e educada, exteriormente, com roupa interior suja e que transforma a violência doméstica em algo natural, mas que sabe escrever. Macacadas.
    Interessa-me muito mais as propostas e seriedade da lista do moço do chapéu e do rapaz que não é da Moita, e das outras listas, do que o seu credo, raça, naturalidade ou como se trajam.
    Um grande agradecimento ao largo pela elucidação de como irei decidir em setembro.

    1. Avatar

      A questão essencial que este post coloca está longe de ser o fato de uma pessoa usar chapéu ou gravata. É evidente que os comportamentos mostram aquilo que as pessoas são e quem não se sabe comportar dentro dos padrões normais da sociedade corre o risco de ser mal visto. Quem concorre a um lugar não pode querer que todos concordem ou gostem do que possa ser o seu comportamento.
      Vejo a questão colocada de um modo que acho que o Curioso não quis colocar. Qual a credibilidade que as pessoas que integram as listas têm e qual a capacidade que têm para poder desempenhar esses papéis.
      Conheço as pessoas em causa e sou daqueles que não se revê com as escolhas do meu partido. Acima de tudo há que ver qual a capacidade que cada um tem, destes e doutros, para poderem desempenhar as funções. Os programas e as ideias do partido podem ser boas mas é preciso pô-las em práticas. Não acredito que com estas escolhas o partido consiga demonstrar que poderá por em prática o que defende. São pessoas alinhadas com a direcção atual, sem que tenham alguma vez mostrado terem qualquer espécie de competência ou conhecimentos de gestão.
      Não importa saber só se as pessoas são sérias. Todos deverão ser. As propostas podem ser boas mas conseguirão executá-las? Não me parece que consigam. A composição das listas do PCP irá dar que falar e no final eu lá estarei para defender o que sempre tenho defendido, ainda que possam não gostar ou não concordar.
      Deixo uma questão: que fizeram estes, e outros que integram a lista, no passado que possa permitir concluir-se que serão bons elementos para a gestão autárquica? Que fazem eles atualmente que dê garantia aos que irão votar que serão bons representantes e bons gestores?

  16. Avatar

    Os partidos são todos iguais, e por isso não voto no pcp nem em nenhum outro.
    Quanto aos visados, conheço relativamente bem um deles há alguns anos, sei que é sério e honesto, com um grande problema, pertencer ao partido comunista.
    E aqueles bem capacitados, que estão lá e nada fizeram do que prometeram?
    E os querem voltar à gestão autárquica, depois de há muitos anos lá terem estado sem nada ter feito?
    E os que para lá querem ir, que nem os seus negócios conseguem gerir bem?
    E os que andam por aí a pavonear-se, como se fossem donos e senhores da verdade, e não pagam a quem devem?
    Não basta parecer sério, é preciso sê-lo. E demonstrá-lo.
    Prefiro alguém sem provas dadas do que aqueles a quem foi dada a oportunidade e não provaram ser capazes. Nisso, os partidos são todos iguais, na capacidade de prometer e não cumprir.

  17. Avatar

    Não creio que os partidos sejam todos iguais. Mas estas propostas do PC não me convencem. Não gosto. Por iso não voto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address