CMMG

Há algum tempo atrás tivemos conhecimento de uma polémica que existiu com a desocupação da casa das matas que está dentro da rotunda mais estranha do país. Nunca percebemos muito bem o que se passou nem a razão do problema. Esta semana, quando andámos pela Vieira, ficámos a saber parte do que se passou e do que se fala, mas que não veio nas notícias. Pelo que soubemos, e é voz corrente na Vieira, tudo se terá passado por causa do interesse que terá existido em colocar naquela rotunda, no lugar onde ainda está a casa, uma gasolineira. Pelo que soubemos, o interesse terá partido do interior da câmara que, à revelia do que pudesse ser a intenção do Instituto das Florestas, teve intenção de ali colocar as bombas. Quem ali habita esteve quase a ser despejado até que alguém terá entravado o que, a partir de determinado momento, pareceu ser inevitável. Tudo isto até poderia ser quase normal não fosse o facto de quem ali iria instalar a gasolineira poder ser familiar de alguém bem colocado na câmara (sem que o nome nos tenha sido adiantado)! Estranhamente tudo isto passou ao lado do que foi a informação que a câmara foi dando e do que saiu na comunicação social. À semelhança do que tem acontecido neste mandato, a câmara remeteu-se ao silêncio. São coisas destas que levam a que na Vieira existam assuntos que as pessoas vão falando meio às escondidas, sem que o digam de forma aberta porque não conseguem deixar de sentir o que nos transmitiram: o receio de que alguém os possa prejudicar se falarem o que sabem. Também nos transmitiram, com indicação de nomes, que começam a surgir algumas promessas de asfalto em estradas em troca de integração de lista eleitoral, mas esta informação apenas no final iremos conseguir confirmar quando e se esses nomes que nos deram vierem a integrar a lista e o asfalto aparecer nas ruas.

Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

26 comentários

  1. É mais uma escandaleira. São vergonhas atras de vergonhas.Que tristeza.Como há pessoas que sabem viver com estas atrocidades politicas desenvergonhadas

    • É melhor deixarem-se estar a ser enganados. São enganados e gostam. Quando alguém vos tenta abrir os olhos, ainda reclamam. Têm o que merecem.

    • VIEIRENSE

      Se somos enganados e gostamos, o problema é nosso, cuidem da vossa vida que nós cuidamos da nossa.
      Nós não dizemos mal, nem denegrimos os nossos Autarcas, pelo contrário temos-lhes respeito, se trabalham em prol da comunidade somos reconhecidos, se nos falham, nas eleições com o poder do nosso voto demonstramos-lhe o nosso desagrado.
      Escusam de nos darem conselhos, que nós sempre agimos pela nossa cabeça e não empranhamos pelos ouvidos.

  2. Bem, enquanto Vieirense que sou, sinto-me enganado. Queira fazer o favor de esclarecer toda a verdade, para que possa estar devidamente esclarecido.
    Grato!

  3. os macacos não esclarecem nada só levantam lebres e depois marimba-se para os resultados, quando lhes começar a calhar a eles, abrem a pestana.

    • Caro anónimo. Que deseja saber? Esclareceremos na medida do que tivermos conhecimento e do que pretenda saber. Como deverá imaginar, há assuntos que tentam ser mantidos sem divulgação e sabemos apenas parte mas nada queremos que fique sem saber!

  4. É mesmo de ter vergonha, são escandaleiras atrás de escandaleiras. É hora de dizer basta a tudo isto. Os Vieirenses gostam de ser enganados e comidos por tolos.

  5. Vergonha é este post. Levanta uma série de suspeições, a torto e a direito e não concretiza nenhuma. Depois seguem-se uma série de comentários anónimos, que tanto podem ser do autor do post como de outros eventuais interessados. Que estranha forma de participação politica. É indigna esta actitude. Se algém errou, deve ser denunciado para que se justifique e se defenda, se assim entender, o resto é cobardia.

    • Caro anónimo. Os comentários que fazemos são sempre identificados. Os demais são de anónimos, tal como o seu. É provável que sejam de interessados como é provável que este seja de quem não goste que se fale no assunto. Sugerimos que faça como nós fizemos e fale com algumas pessoas que habitam na Vieira e que conhecem o que se terá passado. É até provável que lhe dêem os nomes e que identifiquem quem poderá estar na base do que se possa ter passado.

    • Relembro o Anónimo das 16:11 que este espaço é um blog de calhandrices.
      Julgo que sabe o que é isso ou quer que lhe explique?

    • Acho que o Anónimo das 16:11 nos está a esconder alguma coisa. Ele deve saber alguma coisa mas não nos quer dizer. Se vem dizer que o post levanta uma “série de suspeições” é porque sabe algo mas que não quer partilhar. Está no seu direito, mas então, não venha para aqui dar lições de moral e chamar os outros de cobardes.

    • Caro anónimo das 17.02. O que nos foi contado e os nomes que nos foram dados podem ser calhandrice, boato ou mesmo coscuvilhice. Se o é, facilmente poderão demonstra-lo! Até lá, ficamos com o que sabemos.

    • Curiosidade mórbida, sujeita a morbidez intelectual, começa ser patológica esta obsessão, um dia destes acordas mal disposto, depois arranjas desculpas, há mas disseram-me, são bocas, e coisa e tal… se calhar até invento isto tudo, e etc.

  6. Era uma vez, inicio de um conto ou estória, sinceramente é o que tudo isto parece, mas tambem pode ser uma imobiliária “ERA”.
    Então
    Era uma vez, um gato maltez passou-te na boca e deixou-te lá três.
    O maldito gato é de quem, e a boca
    Era uma vez………

  7. acusam este largo de boatos e tal e coisa, mas depois mais cedo ou mais tarde tudo acaba por vir ao de cima. Vejam o exemplo da estória mal contada dos CTT da Vieira.
    Tentam esconder mas que raio, existe sempre um desbocado!

  8. Tanto comentário, mas nem sequer um único esclarecimento sobre a verdade. Talvez porque a verdade (que até considero prima da justiça), esteja “ausente em parte incerta”… Talvez porque assim o convenha… E nunca se saberá a verdade! Pena! Muita pena mesmo!

  9. Porra Ti Brissimo com se diz na Vieira!!!

    Mas estes assunto, da casa da rotunda já tem barbas, qualquer dia já é preciso fazer-se outra estrada e só agora é que este MACACO FLORIANO CALHADREIRO acorda e vem para aqui deitar atuardas? Mas por quem é que esta espécie de gente julga que são os Vieirenses? Se os Vieirenses descobrem quem é esta personagem, vamos telas tesas, ai vamos vamos…

  10. Macaco Curioso, deixe o problema da casa e da bomba que mais tarde falaremos.
    Seria um serviço precioso, já que sabe tudo, e anda sempre por aí a calhandrar, que nos conta-se quais foram os problemas e os contra vapores que houve, na época, em que se intervencionou essa importante via de ligação de VIEIRA DE LEIRIA / MARINHA GRANDE, ou vice-versa, ou VIEIRENSES precisavam e precisam dela com de pão para a boca, é ver o começo e fecho dos turnos fabris para se ver o movimento que essa via tem, mas isso não lhe interessa.
    Então na época, graças ao desempenho e trabalho do Sr PRESIDENTE ÁLVARO ORFÃO e á persistência e paciência, do então nosso Presidente de Junta Paulo Vicente, para porem travão á oposição da CDU que obstacolizou, até onde pode, para que a necessária intervenção se não fizesse, devido a Fundos Comunitários que tardavam em chegar da Comunidade Europeia, mas segundo julgo saber o então Presidente tomou a decisão de avançar com a estrada.
    Honra seja feita a esse executivo, que sempre trabalhou em prol de TODOS os Munícipes e não de filhos e enteados.
    Bom fim de semana, e vá à Praia da Vieira comer o Bom Arroz de Marisco que não faz azia.

  11. Os verdadeiros vieirenses sabem quem são, o que valem, conhecem as suas limitações e estáo cientes das suas capacidades e essas incomodam, como se pode constatar neste espaço. Ressabiamentos só ficam mal a quem os manifesta.
    Que tal usar-se este espaço para se dinamizar uma política de união de todas as gentes do concelho?
    Tendo em conta o lema “A união faz a força” na situação em que está o nosso país, seria certamente uma mais valia.

  12. Mais um negócio nebuloso que iria favorecer um boy. Espero é que não tivessem em mente o mesmo do costume. Mas já com experiência em gestão de BOMBAS é bem provável que seja candidato á sua exploração.

    • Deixe lá a Moita sossegada agora é hora de deitar a baixo a Vieira e os Vieirenses, pois os Marinhotos ou Florianos como também são apelidados agora estão numa de bota a baixo á Vieira não sei de que tem medo ou inveja.
      Só tem que se queixar deles, nunca estão satisfeitos com nada parecem os putos, se tem um brinquedo novo mas o do vizinho não é igual já é melhor do que o deles, sempre tiveram o complexo de superioridade mas depois revelam-se meninos mimados e fazem birras e tudo que pena me dão coitados.
      A moita que se cuide deve ser a seguir, não apresentem nada de novo, se não levam por tabela vão ver.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário