Campanha é isto?

Curioso+ Concelho19 Comentários


Quando pensamos nos que nos querem governar, temos sempre tendência para ir ver o que fazem nesta fase de pré-campanha. Já lá vai o tempo em que as campanhas eram feitas com cartazes e panfletos. Hoje passa quase tudo pela internet e pelas redes sociais. Quando olhamos para os que querem decidir o futuro da terra, esperamos que neles encontremos algum cuidado e que nos mostrem que conseguem ser melhores do que os que lá estão. Não esperamos grandes campanhas eleitorais, mas esperamos qualidade. Hoje demos uma vista de olhos no Facebook e, em vez de encontrarmos alguma coisa com qualidade, demos de caras com o que se vê na imagem! É claro que o que aparece nas campanhas não dita, na totalidade, o que cada um é capaz de fazer mas espera-se que não exista a falta de atenção que é visível. Quer se queira quer não, a campanha é uma mostra do que poderão fazer. Como esperam que confiemos em quem, nem em campanha, nos consegue dar a conhecer, de forma minimamente aceitável, o que sobre eles vai sendo escrito? É esta a qualidade que querem colocar na gestão que se propõem fazer? Entendemos que os movimentos independentes estejam a reger-se pelo amadorismo, mas há limites! Entendemos que queiram poupar nas assinaturas das edições digitais dos jornais mas façam um favor a todos os que irão votar, não mostrem ser tão amadores quanto estão a mostrar. Gerir uma câmara não é como gerir uma página do Facebook e quem quer convencer os eleitores tem que dar uma imagem melhor deles prórios. É necessário mostrar competência e qualidade. Assim dificilmente conseguirão fazê-lo! O Logrado perde cada vez que deixa que a campanha seja feita sem o mínimo de cuidado!


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

19 Comentário em “Campanha é isto?”

  1. Avatar

    Não sei qual o problema. Lá está o Curioso armado em sabe tudo.
    Sabemos muito bem o que fazer e os munícipes sabem muito bem que podem contar connosco.

    1. Avatar

      Caro anónimo. Não sabemos tudo. Longe disso. Temos, no entanto, opinião e tínhamos a ideia, pelos vistos errada, de quem quem está na corrida para o poder deverá saber ouvir as criticas.
      Por nós não há qualquer problema. Nem somos nós quem anda em campanha!

    1. Avatar

      culpa não é do Logrado. É de quem enche o Facebook com as mais variadas coisas. Vá-se lá imaginar quem será. 🙂

  2. Avatar

    É o resultado da Inexperiência nestas lides e sem as máquinas dos aparelhos partidários a funcionar de apoio.
    Parece-me a crítica oportuna, hoje a imagem é um factor de extrema importância para qualquer produto ou conceito, incluindo os eleitorais.

  3. Avatar

    Quer os comentários aqui publicados quer o próprio post, correspondem ao perfil pré-formatado dos partidos tradicionais fazerem política, utilizando, na”fabricação” dos seus candidatos, as máquinas partidárias, nalguns casos com funcionários do próprio partido e a proliferação de coloridos cartazes e abundante produção de panfletos em quadricomia, que custam muito dinheiro.
    Parece claro que muita gente ainda não percebeu que a candidatura do + Concelho se funda na genuinidade dos seus principais actores e na mobilização das pessoas para a defesa de ideias e para o empenhamento activo no processo de mudança da forma como se faz política a nível local.
    Arranjar dinheiro para sedes de campanha e para a promoção de imagem, nem seria difícil. O problema é que não há almoços grátis. Quase sempre(quase porque há excepções), o dinheiro tem origem em obscuros interesses instalados, que depois esperam o retorno sob variadas formas, como por exemplo, ver os projectos das suas fábricas serem aprovados por despacho, contra todos os pareceres negativos dos técnicos da Câmara.
    Desde o primeiro minuto que o + Concelho se afirma diferente e se apresenta de forma genuína e inovadora. Procurou o contacto directo com as pessoas a partir do + Café, percorrendo dezenas de colectividades e prefere a utilização das redes sociais à alternativa de despejar euros para cima da campanha, desperdiçando recursos que são escassos e teriam de vir de algum lado, quando tantos marinhenses fazem um enorme esforço para sobreviver com tão pouco.

    1. Avatar

      Caro A. Constâncio. Não temos qualquer pré-formatação partidária. Achamos, no entanto, que quem quer concorrer à câmara não se pode dar o luxo de passar uma má imagem. Ainda que possam querer afastar-se das lógicas partidárias, pensamos que não deverão querer inventar a roda! Diferente nem sempre é bom e quando se quer passar uma mensagem, ela tem que o ser de modo a que possa ser recebida em condições. Não nos parece que com exemplos como o que demos o esteja a ser.

    2. Avatar

      Fala quem sabe.
      Afinal sempre era verdade o que se dizia, e temos aqui a confirnação, com assinatura. Então “nao há almoços gratis e o dinheiro tem origem em obscuros interesses instalados, que depois esperam retorno sob variadas formas” !!!

      Foi isto que andou a fazer quando foi vereador ? Apesar de muitos terem afirmado isto, eu, ingenuamente, achava que não era possivel, afinal agora entendo que sabia bem o que estava a fazer.

      Lamentavel, mas a verdade vem sempre ao de cima.

    3. Avatar

      O AC lá sabe como é que as coisas se fazem. O tempo que esteve na política deu para ganhar este conhecimento. Será que pôs em prática?

    4. Avatar

      Chiça ……. que “TIRAÇO NO PÉ”.

      Eu também confesso que, enquanto lia o post do ex-vereador, a palavra “Atrium” não me saia da cabeça, qual “fantasma/alucinação” que se entranhou …….

      Meu caro, você é melhor que isto. Mas, digo eu, já foi “contaminado” pelo amadorismo e vulgaridade de alguns elementos do + Concelho.

    5. Avatar

      Meu caro Constancio… ainda me recordo de uma frase sua, a propósito do mercado no Atrium e de os residentes da Rua da Janelas Verdes não estarem com muita vontade de o ter lá, que você disse: “àquela gente já lhe cheira a couves”, frase esta que demonstra bem a sua “simpatia” pelo que os residentes diziam.

    6. Avatar

      Realmente o homem ainda impõe algum respeito – o homem fala e logo surgem comentários arruaceiros e agressivos para com a sua pessoa – há com certeza quem não goste dele, mas há seguramente muitos mais que acham, ter sido o melhor vereador que o Município da Marinha Grande já teve.
      Fui durante muitos anos adversário político dele, mas sempre tive um enorme respeito por ele, somos hoje amigos, admiro-o por ser uma pessoa com uma visão da causa pública muito acima da média.
      Se ele hoje se revê com o projeto do Movimento + Concelho é por alguma razão. Dá que pensar.

  4. Avatar

    Excerto de um post do Próspero. Simplesmente fantástico o nível do autoelogio. Vale tudo e só falta dizer o nome da pessoa.

    “Carlos Logrado, é uma pessoa que tenho vindo a acompanhar desde a alguns anos pela sua actividade empresarial e filantrópica.

    Lembro-me bem de um dia ser abordado no Mercado Municipal por uma pessoa que me perguntou se lhe pagava uma sandes, porque tinha fome. Sim, existem pessoas na Marinha Grande que têm fome e que vivem na rua!

    Pedi para essa pessoa sentar e ali falámos um pouco.

    A conversa foi evoluindo e passado pouco tempo a pessoa estava dentro do meu carro, porque me tinha dito que estava a viver na rua. Eu quis ver onde e fomos lá e eu confirmei.

    Passado pouco tempo estávamos em minha casa a recolher alimentos da minha dispensa e a contactar quem lhe alugasse um quarto.

    Dias depois de acompanhamento e na tentativa de reabilitar a vida daquela pessoa, as conversas naturalmente foram surgindo e foi quando este me fez referência a Carlos Logrado.

    Era a única pessoa que o tinha ajudado. Nunca dizia que não e sempre o aconselhou e apoiou em tudo.

    Dizia-me então que já tinham sido tantas as vezes que agora tinha vergonha de pedir mais ajuda.

    De um lado eu e do outro o Carlos, conseguimos reabilitar a vida de uma pessoa.”

  5. Avatar

    Por amor de Deus, não brinquem com coisas sérias, isso é que não.

    Eu gostava de ver estes dois senhores tão solidários, (o Logrado nem precisa de andar muito, tem-nos ao pé do seu local de trabalho) irem junto das pessoas que estão a remexer os contentores do lixo, e direccioná-los para as instituições que na Marinha Grande que lhes podem dar apoio e ajuda. Não me digam que não sabem? A Porta Azul, a Conferência S.Vicente de Paulo, a Loja Social, a Santa Casa da Misericórdia, mas ainda há mais.
    Era interessante saber, se já visitaram estas instituições, que estão a fazer um trabalho notável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address