Guarda-costas Curto

CuriosoCMMG, Curto, Resinagam10 Comentários


Nota-se que estamos em período pré-eleitoral. Até aqueles que passaram três anos e tal calados, sentem necessidade de vir dar um ar da sua graça! Desta vez o Curto aparece como se estivesse no papel de guarda-costas, tentando justificar o que foram os erros cometidos pela câmara gerida pelo seu partido em relação à Resinagem. Há, desde logo, algumas coisas que temos alguma dificuldade em entender. O Curto vem dizer que o resultado até nem foi muito mau e que a negociação passou dos 400 para os 150 mil euros! Apesar de ser deputado municipal, apenas a semana passada isso foi levado a reunião de câmara. Sabendo nós que o Álvaro escondeu dos deputados da oposição a evolução das negociações e que só no final deu a conhecer os valores, não deixa de ser muito estranho que um deputado municipal venha falar de coisas que ainda não deveria ter conhecimento e que foram ocultadas aos restantes vereadores. Parece assim haver coisas que apenas os que têm cartão partidário podem ter conhecimento! Vem também fazer uma referência à participação que o PS apresentou no tribunal para que se faça investigação. Pelo que lemos na participação, o que foi apresentado é um pouco como pedir que se confirme se o sol aparece todos os dias a nascente! Vir com esse argumento é tentar enganar quem lê porque sabe perfeitamente que na participação nada foi dito que possa levar a que se faça investigação adequada até porque não são indicados factos que permitam que se suspeite de alguma coisa. Foi apenas uma forma de tentarem mascarar o que muitos suspeitam ter existido e para poderem fazer o que o Curto agora fez, usar esse argumento em sua defesa. Vem também argumentar com o Tribunal de Contas como se isso fosse algo de extraordinário ou que não fosse obrigatório! Esqueceu-se de dizer que aquele tribunal apenas aprova a despesa e não toma conhecimento sobre o conteúdo formal da adjudicação. O Curto aparece assim como um guarda-costas de segunda, sem argumentos que consigam convencer quem lê. Acreditamos, conhecendo-o, que nem ele estará convencido daí que tenha surgido esta defesa muito pouco bem conseguida.

Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

10 Comentário em “Guarda-costas Curto”

  1. Avatar

    A mim convenceu e bem, que este executivo trabalha para o bem da cidade. Apesar de uma situação complicada, consegui 85% de comparticipação do QREN contra os 60% que o pcp conseguiu. Além que consegui negociar a quase para metade o preço do projecto. Muito bem Dr.º Álvaro, nem tudo pode ser perfeito mas não se pode crucificar por um detalhe mínimo.

    1. Avatar

      Detalhe mínimo? Duzentos e muitos mil euros são um detalhe mínimo? Tem santa paciência mas defenda com razão. É dinheiro de todos nós e o Dr Álvaro não teve ainda a humildade de vir pedir desculpas. Sei que é pedir muito para quem se tornou um arrgante insuportável mas ficava-lhe bem.

  2. Avatar

    Entre tanta areia para os olhos, gosto muito daquela do Tribunal da Relação de Leiria, deve ser o tribunal da relação com o grupo lena, assim como um conselho matrimonial.
    Óh Curto borra a cara de merda, que ficas melhor e não digas mais disparates.

  3. Avatar

    Nunca o nome de uma pessoa disse tanto sobre ela:

    – Curto – de ideias
    – Curto – na argumentação
    – Curto – no pensamento

    etc, etc.

    Está bem enquadrado no PS actual.

  4. Avatar

    O Curto com a idade que tem e com os encontrões que tem levado pelos monarcas do PS, ainda não aprendeu nada?! Arre!!!

  5. Avatar

    A verdade do processo transcrito pelo curto, vale mais que a mentira, mesmo repetida, muita, muita, e muita, vez!

    quem fica mal, mesmo muito mal é o juridico da CMMG.

    Além da nossa mui nobre justiça, ganham num lado e perdem no supremo, sem direito a recurso… será só a lena que se manobra?

  6. Avatar

    No PS os velhos métodos de “como enganar o Povo”, continuam na atualidade, onde cada um tem o seu papel, este é o papel do Curto.

  7. Avatar

    O Curto Ribeiro, demonstrou como sabe e com a crueza da realidade.

    O que nos diz a verdade, é a que o Curto apresentou.

    O que querem dizer, a mentir uma e outra vez, tanto o jornal da Marinha como este blogue, é outra coisa que não é mais que badalhoquiçe, que nem politica é!

    Mas em Outubro gostem ou não, vão engolir em seco.

Deixar uma resposta