CMMG

Desde que passou por cá o temporal que temos estradas ainda intransitáveis. Não temos ideia da quantidade de árvores que ainda estão caídas no pinhal mas, pelo que conseguimos ver, serão muitos metros cúbicos de madeira que por ali está à espera que alguém se digne mandar recolher. Quando demos uma leitura nas actas das últimas reuniões de câmara ficámos a saber que o Canto do Ribeiro não vai ser mexido. O Álvaro disse que os do ICNF “prometeram libertar as estradas com exceção dos talhões perto do Canto do Ribeiro“. A zona do Canto do Ribeiro é, para nós, aquela que maior beleza tem. Pelo que agora sabemos, não vai ser possível podermos voltar ali a passar tão depressa. Não conseguimos entender como é possível que quem manda nos serviços florestais permita que ali nada seja feito mas também não conseguimos entender como não existe qualquer acção da câmara que force a que ali se faça alguma coisa. Pelo que já vimos, o estado em que aquela zona está constitui um perigo iminente. Até agora, quase que por milagre, aquele local não foi alvo de nenhuma patifaria e tem-se mantido livre de incêndios mas será que irá manter-se assim por muito tempo? Se ali nem a pé se consegue andar, como conseguirão os bombeiros lá chegar se alguma tragédia acontecer? Um dos locais emblemáticos do concelho pode assim ter os dias contados e da parte de quem manda nada parece estar a ser feito de modo a tentar minimizar os efeitos devastadores do temporal. Será que o chefe máximo concelhio da Protecção Civil nada pode fazer ou iremos ter que chorar sobre o leite derramado! Já que o poder político nada faz, poderiam aqueles que agora querem concorrer à câmara impulsionar os munícipes para um qualquer evento ou algo que permita, ou force, que alguma coisa seja feita.

Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

11 comentários

  1. Ainda vai chegar o rali e as estradas vão estar por limpar. E o rali ainda consegue ser dos poucos eventos ou mesmo único a trazer pessoas de fora à Marinha Grande. Estou mesmo a ver que como as estradas não vão estar limpas, vão mudar os troços lá para os lados de Alcobaça. Que miséria.

  2. Então senhor presidente da Câmara do que está à espera? Se houver uma catástrofe na nossa mata no Verão é o senhor o culpado! Eles não querem saber? Então o que está à espera para chamar a televisão? Não é interessante para si? Só interessa chamá-la quando é para se promover, para ficar bonito na fotografia, até se regala! E agora porque não o faz? Falta a coragem? Pois é, de facto é interessante desafiar a oposição para fazer alguma coisa.

  3. O Sr.Presidente da CMMG e o responsavel maximo da proteccao civil do concelho.Tem obrigacao de fazer muito mais.Nao vale a pena continuar a “chorar“ pelo que deveria ser feito pelo ICNF e nao foi.O tempo esta a contar.

  4. Sinceramente, mas o Senhor Curioso e os outros iluminados acham que o Senhor Presidente está de braços cruzados? francamente! Mas, já que o Senhor Macaco Curioso é uma pessoa tão influente, diligente e resoluta, deixo-lhe aqui os contactos, afim de que faça as suas diligências.

    AFN-Autoridade Florestal Nacional
    Unidade de Gestão Florestal do Centro Litoral
    Delegação da Marinha Grande
    Avª D.Dinis, Apartado 61
    2431.902 Marinha Grande
    Telf: 244 570 040
    Fax: 244 570 069

    Ficamos a aguardar as suas noticias, ah! porque não pede auxilio ao Director do nosso Jornal?

    • Caro anónimo. Agradecemos a sugestão e os contactos mas achamos que o melhor será o contacto directo com a Engª Paula, em Lisboa e o contacto é o 213 507 900. O mal dos problemas ficarem por resolver é estar-se sempre ao nível local e não com quem manda.
      Não sabemos se o Álvaro está de braços cruzados ou de mangas arregaçadas mas sabemos o que foi por ele afirmado na reunião de câmara assim como sabemos que não foi dada qualquer solução. No entanto, no dia em que um assunto que diz respeito ao concelho tiver que ser resolvido por munícipes, é o dia em que deixamos de precisar de presidentes de câmara!

    • Ahahahahahah! O anónimo das 16:14h pensa que as coisas se resolvem com um telefonema e ainda acredita no Alvaro. Isto só se resolve quando vier cá a TVI. Mesmo que fosse capa do JMG, não iria resolver nada. O Alvaro tem de se sentir pressionado de cima, já que cá na terra (quer gostemos ou não), ele é a pessoa com mais autoridade.

  5. Porque não explicam de uma vez por todos, qual o motivo da demora na recolha das árvores caidas e limpeza das vias. Se é falta de meios, falta de dinheiro ou é por causas naturais. Se demorarem muito dentro em breve vão dizer que a culpa é da Ministra ou do Governo. Sejam sérios.

  6. Caro anonimo das 16H14,apenas informei que o presidente da CMMG e na hierarquia da proteccao civil o primeiro.Tem muita responsabilidade .Tem de fazer mais. Nada mais que isso.

  7. Não sei de quem é a responsabilidade, nem me interessa,mas percebe-se um certo desleixo, tipo deixa andar.Dois meses depois do temporal e a desobstrução de vias não estar concluída,revela bem a inércia de quem manda, os próprios se “encarregam” de demonstrar essa inércia, que, acredito, seja mais incompetência.
    Para desobstruir os caminhos, será que os responsáveis não conseguem arranjar meios para isso(máquinas e moto serras)?

    • Os pinheiros estão vendidos, mas os madeireiros não têm armazéns para armazenar tanta madeira, sendo assim, fica onde está…
      Quando a madeira começar a ser roubada, talvez acordem e a retirem da mata, o que se diga que era muito bem feito.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário