Relvas

Se há personagem da vida política nacional que nos mete asco, o Relvas é uma delas. Sempre que o vemos na televisão ou jornais lembramo-nos daquele personagem que vivia nos esgotos de Gotham City nos filmes do Batman, o Penguin. A diferença é apenas o facto de no filme ser um personagem a fingir enquanto que este é bem real. Temos lido nos blogues de direita um ataque aos estudantes que não o deixaram falar, argumentando que isso é uma violação da liberdade de expressão. Discordamos! O Relvas fala quando quer e as televisões dão-lhe o tempo de antena que ele acha que precisa, mas não merece. O que os estudantes fizeram mais não foi do que expressar aquilo que todos nós, pessoas que se sentem incomodadas pelo facto de aquele individuo ainda estar a governar-nos, sentimos. Num qualquer país decente, um qualquer Relvas já teria sido afastado do governo e teria deixado de nos incomodar. Tudo o que o tem envolvido é mau demais para ser verdade e qualquer primeiro-ministro, que não estivesse dele dependente, já lhe tinha posto os patins. Os estudantes não lhe limitaram o direito de expressão, mostraram que ele está a mais até porque é ele o único a quem, apesar dos protestos, impedem de falar. Todos os restantes ministros falam. A sua ida ao ISCTE teve a vantagem de permitir que ele tivesse contacto com a vida universitária, coisa que até então desconhecia!

Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

2 comentários

  1. Este! É pessoa que nem merece comentários, é mal empregue o tempo perdido com ele!

    Ninguém faz nada, para os por fora, nem a ele nem àquela corja de ladrões.

  2. Correcção:

    – não foram estudantes a apupá-lo,foram os “arruaceiros profissionais” da esquerda radical. A maioria deles nem estudantes são, muito menos do ISCTE.

    Perderam toda a legitimidade, portanto.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
Please enter an e-mail address

Postar Comentário