Sauna no Cubo de Vidro

CuriosoCMMG, Resinagam9 Comentários


Ainda sem que saibamos quando irá estar concluído nem quanto nos irá custar, começa a ser visível a estrutura metálica onde irá ser colocado o revestimento a vidro para formar o “Cubo de Vidro” no edifício da resinagem. Quando agora estivemos a ver o que lá irá ser construído ficámos sem perceber se, para além dos custos de construção, todos os outros foram previstos. Uma estrutura daquele tamanho em vidro passará a ser um dos locais mais quentes da terra. Em dias de verão, entrar naquele local será como ir fazer sauna. Claro que para evitar que isso aconteça, os aparelhos de ar condicionado terão que estar a trabalhar de forma continua e em carga máxima. É aqui que as dúvidas nos surgem. Numa altura em que o custo da energia está aos preços que se sabe, manter aquele cubo a uma temperatura aceitável irá ter custos elevadíssimos. A câmara queixa-se que está sem dinheiro para algumas actividades. Terá dinheiro para manter aquele local com as condições mínimas exigíveis? E, mesmo que isso tenha sido previsto, quanto nos irá custar manter aquele local em funcionamento? Não terá sido a ideia do cubo apenas uma megalomania? Podemos até estar enganados mas quase se consegue adivinhar para ali uma carga de trabalhos para aqueles que vierem mais tarde a gerir a câmara! Claro que com o calor que ali vai haver, haverá quem não necessite de ir para o outro lado do oceano para sentir clima quente!


Seguir
( 0 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

9 Comentário em “Sauna no Cubo de Vidro”

  1. Avatar

    Os projectos públicos não deviam ser todos publicados ao pormenor desde o seu início?

    1. Avatar

      Mais do que serem publicados, eles deveriam ser pensados ao detalhe e com todas as suas implicações. Uma estrutura daquelas vai ser, sem dúvida, uma fonte geradora de calor. Nos dias quentes de verão ou há muito ar condicionado ou vais ser impossível ali estar. E se for como o Álvaro anunciou que iam colocar um forno para mostrar como se fazia o vidro, então irá ser mais do que sauna.
      Quanto vai custar manter aquele espaço? Ou vai acontecer como no parque que não há dinheiro para a manutenção e fica tudo abandonado?

  2. Avatar

    O projecto que está em marcha no Centro Histórico da Marinha Grande, já aqui afirmei várias vezes, não foi projectado por esta Câmara. Foi uma herança já aprovada e com orçamento atribuído. 70% dinheiros a fundo perdido da UE e 30% do orçamento da autarquia. Já não tenho os números na minha cabeça e por isso não os menciono, mas não consigo perceber o porquê de tanta critica a uma obra que irá dignificar a nossa cidade. Nada temos que nos leve a frequentar a parte mais nobre da nossa terra e porque não havemos de aguardar a conclusão do projecto para depois se efectivamente não gostarmos, o criticarmos?! Eu, sou defensora desta obra e não é por ser este ou outro executivo, é porque considero que na verdade era urgente que alguma coisa fosse feita em prol do centro histórico.

    1. Avatar

      Se irá dignificar ou não, apenas no fim saberemos. As dúvidas que temos prendem-se com as opções de construção do que ali está a ser feito e dos custos de manutenção. Terão sido pensados? Se a câmara não tem dinheiro para manter os campos de futebol no parque, terá para alimentar aquele cubo? Temos sempre alguma dificuldade em entender a opção de ali estar a ser feito o que está, independentemente de quem projectou, quando se vê que outros espaços camarários são deixados ao esquecimento. Veja-se o caso do parque, com equipamentos ao abandono; o Atrium que está com espaço que pertence à câmara às moscas…

    2. Avatar

      As dúvidas que o curioso apresenta, pretendem ser certezas!
      Mas não são, começam a ser o esturro do costume.
      Se repararem na cronologia de “factos” o macaco atira atoardas a todos e selectivamente, o que é preciso é virar este blogue um tabloide dos mais fracos, mas com “audiência”.
      O tugaleaks já o tem na listagem de trucidador mor…

    3. Avatar

      Caro anónimo. Esclareça-nos então as dúvidas e nenhum problema teremos em reconhecer que temos opinião errada. Quanto irá ser o custo da manutenção do edifício? Quanto irá ser o custo de energia apenas para os equipamentos de ar condicionado? Se, em vez de tentar atacar o macaco, nos ajudar a perceber, pode ser que todos fiquemos elucidados. A técnica de tentar virar a opinião de quem lê contra quem escreve para que não se fale no assunto é já conhecida!

    4. Avatar

      que conhecimentos é que o macaco tem do projeto para rematar tanta atoarda, eu não tenho de lhe explicar nada, o macaco é que terá, já que não sabe nada do que se passa, pelo visto já chama incompetente a toda a gente. Os seus informadores que ao menos olhem para o projeto com olhos de ver e não com olhos de incompetência.

    5. Avatar

      Caro anónimo. Temos os conhecimentos que bastam para poder saber que uma qualquer estrutura em vidro aquece o sol, criando efeito de estufa. Ao que sabemos é algo que a física explica.
      E não chamamos toda a gente de incompetente. Apenas temos dúvidas que é uma coisa que acontece a quem pensa.
      Se chamássemos todos de incompetentes diríamos que a sua resposta era de alguém assim mas não! Reconhecemos que é só de quem quer apenas tentar desacreditar sem explicar nada. Será que é por não ter explicação? Não chamamos assim de incompetente porque ignorância não é incompetência!

    6. Avatar

      Sabe que há inúmeros edifícios modernos em todo o mundo e também por cá, com estruturas gigantescas em vidro e com prémios de sustentabilidade ambiental? Não quer “googlar” edifícios de vidro e ver as maravilhas tecnológicas que existem por todo o mundo? Um exemplo mais conhecido é a pirâmide de vidro à entrada do Louvre, Estando a Marinha Grande tão historicamente ligada ao vidro, não entendem que vale a pena transportar para cá alguma dessa tecnologia e beleza arquitectónica? Não me consta que sejam saunas…mas está bem, é gente bronca e países com clima muito frio. Por cá, quando formos ao cubo, iremos em fato de banho e no caso de mesmo assim a coisa esquentar, vão existir pulverizadores de água para nos refrescar, física e mentalmente.

Deixar uma resposta